Netflix cita TikTok como concorrente e elogia crescimento da rede social

Netflix cita TikTok como concorrente e elogia crescimento da rede social

Por Felipe Junqueira | 21 de Julho de 2020 às 17h15
Netflix

No começo de 2019, a Netflix citou, para a surpresa de muita gente, o jogo Fortnite como um de seus grandes concorrentes. Agora, a empresa de streaming volta a citar um aplicativo como rival na disputa pela atenção do consumidor: o TikTok.

A menção ao app que é febre principalmente entre o público mais jovem — e foi o app mais popular do mundo em junho — foi feita em um comunicado da gigante do streaming a seus acionistas com os resultados do segundo trimestre de 2020. Segundo relatos, a Netflix raramente elogia competidores da maneira como fez com a rede social. “O crescimento do TikTok é espantoso, o que mostra a fluidez do entretenimento na Internet”, diz o comunicado.

A Netflix inclui menções a serviços e apps considerados concorrentes em seus relatórios trimestrais há muito tempo. Em 2014, a empresa considerava a televisão tradicional como competidor, passando para concorrentes mais diretos como Hulu e Amazon no ano seguinte. Com o tempo, a lista expandiu e passou a incluir serviços como YouTube, Facebook e até Fortnite, como mencionado no início deste texto.

Netflix disputa tempo de tela com apps e serviços além das plataformas de streaming (Imagem: Reprodução/Netflix)

Basicamente, a companhia considera rival qualquer plataforma que concorra com o tempo de tela do usuário. O que faz sentido, uma vez que o tempo é limitado, e quanto mais de nosso tempo de lazer gastamos com outra coisa que não seja a Netflix, menos tempo dedicamos às produções do streaming.

Curiosamente, apesar de já ter citado YouTube e até Fortnite, a Netflix nunca mencionou Instagram, Twitch ou Snapchat, plataformas nas quais também podemos produzir e consumir vídeos. E isso só reforça ainda mais a importância que o TikTok atingiu atualmente, e chega a incomodar, inclusive, o governo americano.

Com relação à Netflix, o elogio serve mais como um alerta para ficar de olho no que é possível aprender com o TikTok. Ou talvez até um aviso para começar a considerar a plataforma um meio de atingir mais público. Por enquanto, o conteúdo produzido ali dentro não tem interferência de gigantes de Hollywood. Pode ser que isso comece a mudar em breve.

Fonte: Quartz

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.