Instagram deve permitir reagir a Stories com curtidas; veja como será

Instagram deve permitir reagir a Stories com curtidas; veja como será

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 24 de Agosto de 2021 às 12h29
(Imagem: Reprodução/ Prateek Katyal/Unsplash)

O Stories do Instagram estabeleceu um novo paradigma ao inserir os vídeos curtos e efêmeros em uma plataforma que era predominantemente de fotos. Nos últimos meses, contudo, até o chefão da rede declarou que a rede social deve ter cada vez mais foco nas imagens em movimento, razão pela qual tantas novidades têm os vídeos como premissa.

O desenvolvedor e engenheiro reverso Alessandro Paluzzi encontrou traços no código do aplicativo do Instagram que revelam uma possível adição ao Stories. Conforme o achado, será possível curtir os vídeos como ocorre nas transmissões ao vivo, inclusive mais de uma vez. Essa adição se soma aos recursos de enviar mensagens, reações rápidas e GIFs que já existem.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Se isso for verdade, uma nova métrica de mensuração de engajamento poderia estar sob análise dos desenvolvedores da plataforma, a qual ajudaria a reforçar o poder do Stories. O "Like" é algo bem importante para o algoritmo do Instagram aplicado ao feed, mas não tinha impacto nos vídeos temporários, cujo foco era a visualização.

Feed, Reels e Explorar têm suas próprias métricas para entregar conteúdo relevante, com direcionamentos distintos. No Stories, a métrica de visualização já é eficaz, afinal a audiência completa e recorrente significa identificação com o conteúdo, por isso fica difícil compreender qual seria o propósito do Curtir.

Em contato com o Canaltech, um porta-voz do Facebook afirmou que “este é apenas um protótipo inicial e não está sendo testado no Instagram", por isso, é impossível saber quando (ou se) o recurso chegará para os usuários. O que dá para afirmar, com certeza, é que Adam Moseri e o Facebook não vão abaixar a guarda agora: com o adeus ao gesto de arrastar para cima, a rede social continua na busca por se reinventar para não perder a briga com o TikTok, que cresce em ritmo assustador em todo o planeta.

Fonte: Alessandro Paluzzi

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.