Facebook abre café em Londres para dar consultorias sobre privacidade

Por Nathan Vieira | 18 de Agosto de 2019 às 08h50
Facebook
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

A partir do próximo dia 29, a equipe do Facebook vai colocar em prática uma iniciativa para que o público britânico conheça um pouco mais sobre a possibilidades disponibilizadas pelas configurações de privacidade da rede social. Tudo isso com direito a distribuição de café grátis. As atividades se estendem até o dia 5 de setembro.

O evento acontece basicamente da seguinte forma: A empresa de Mark Zuckerberg vai tomar conta de alguns cafés londrinos, em que a pessoa ganha um copo da bebida em troca de uma conversa sobre a privacidade. Um dos locais escolhidos é o The Attendant, situado na rua Great Eastern. De acordo com o portal inglês Evening Standard, o Facebook afirmou que o café é resultado de uma pesquisa recente que apontou que 27% dos londrinos não sabem como personalizar suas configurações de privacidade nas mídias sociais.

“É normal se preocupar com quem pode ver as coisas que você compartilha nas mídias sociais, mas nem todos sabem o que podem fazer a respeito. É por isso que tornamos a personalização de suas configurações de privacidade no Facebook rápida e fácil”, explica Steve Hatch, vice-presidente do Facebook do Norte da Europa. “Nos nossos cafés, você pode obter ajuda e conselhos sobre como alterar suas configurações de privacidade - e tudo o que for necessário para fazer uma xícara de café", Hatch completa.

A relação conturbada entre o Facebook e a privacidade

Facebook já se envolveu com muitas polêmicas em torno da privacidade de seus usuários

Ironicamente, o próprio Facebook protagonizou recentes polêmicas por causa da invasão de privacidade dos usuários. Uma delas, que ainda está reverberando em vários segmentos, é a possibilidade da empresa de Zuckerberg ter pago profissionais terceirizados para ouvir os áudios dos usuários sem o consentimento deles. A rede social pode até mesmo ser multada pelo governo brasileiro se o hábito de ouvir áudios secretamente estiver envolvendo os usuários brasileiros. Na pior das hipóteses, a multa pode chegar a R$ 9 milhões.

Isso, é claro, sem falar na principal polêmica, que é o caso da Cambridge Analytica, que culminou em um vazamento sem precedentes que expôs dados de 50 milhões de usuários da plataforma. O caso virou até documentário da Netflix, por causa de sua grande repercussão.

Fonte: Evening Standard via MS Power User

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.