Publicidade

Homem-Aranha leva 60 anos para criar sua arma mais importante

Por| 31 de Maio de 2024 às 14h00

Link copiado!

Marvel Comics
Marvel Comics

Peter Parker pode ser um gênio capaz de criar uma teia tão resistente quanto flexível, com uma precisão incrível, em um cacareco sem sentido que usa uma pastilha na forma de um chiclete e ainda se dissolve em uma hora para não emporcalhar a cidade. Mas vou dar zero para ele porque, seja por preguiça, brisa ou burrice, o Homem-Aranha não teve a capacidade de criar uma arma essencial na luta contra seu clássico inimigo Duende Verde. 

Atenção para spoilers de The Amazing Spider-Man #50!

Depois de 60 anos enfrentando seu arquiinimigo (de uma forma ou de outra), o Homem-Aranha finalmente descobriu como derrotar o Duende Verde, com uma arma totalmente nova projetada pelo próprio Aranha — e pensar que se ele tivesse pedido ajuda para o Tony Stark, Hank McCoy, Reed Richards, Forge, Bruce Banner, Hank Pym ou até um bandido baixa-renda como o Chacal ou o Lagarto, ele poderia ter feito isso antes.

Continua após a publicidade

Em The Amazing Spider-Man #50, lançado recentemente, Peter Parker descobre que Norman Osborn se tornou mais uma vez o Duende Verde — para o choque de um total de zero pessoas. Depois que o Devorador de Pecados eliminou a personalidade do criminoso, Osborn chegou a ficar mais alto-astral, longe da vilania, como um empresário rico sem graça inventor de bagulhos.

Como a Marvel adora abusar da cafonice no cantinho do Homem-Aranha, Osborn chegou a se tornar um herói chamado Duende Dourado, um chato que falhava em compensar a destruição causada pelo seu lado depravado. E, claro, como ele adora ser maluco e ficar trocando ideia no espelho, voltou a ser o Duende Verde.

Só que desta vez, nada menos do que 60 anos depois, o Homem-Aranha estava preparado para enfrentar o gás venenoso que o Duende Verde espalha com as milhares de abóboras explosivas que ele guarda naquela bolsinha de estudante de jornalismo. 

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Peter chegou a brigar com os Vingadores inteiro para proteger Osborn quando estava criando mais um troço sem nexo para viajar para outra realidade — depois ele reclama por que ninguém o chama para um churrasco. Contudo, como o Homem-Aranha não consegue ser amigo de ninguém mesmo (a não ser do Tocha Humana), ele desconfiava que uma hora o Duende Verde voltaria.

E o Escalador de Parede aproveitou seu cargo na Oscorp e afanou uns itens para finalmente fazer engenharia reversa no Gás do Duende. Assim nasceu a idosa arma que arrota um gás neutralizador da força sobre-humana do do Duende Verde. Vale destacar que no começo da história o próprio Osborn já tinha criado um aroma que enfraqueceu o Homem-Aranha, tirou sua capacidade de grudar nas paredes e embebedou seu Sentido de Aranha.

E, claro, como o Homem-Aranha não poderia terminar uma história sem passar vergonha, essa desagradável troca de gases no meio da luta acabou transformando o Escalador de Paredes em uma mistura com o Duende Verde. O “Duende-Aranha” chegou a incorporar os pecados de Osborn, deixando-o vulnerável à corrupção com um aspecto mais brega ainda.

Continua após a publicidade

Embora a criação desse gás seja motivo de comemoração, Peter merece um esculacho por ter demorado tanto tempo para fazer isso — a pobre Gwen Stacy que o diga do além.