Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Flash pode ter descoberto a origem de Sandman e os outros Perpétuos

Por| 06 de Maio de 2024 às 16h11

Link copiado!

DC Comics
DC Comics

Desde que surgiram pela primeira vez em 1989, Sandman e seus irmãos, os Perpétuos, estão envoltos em mistério, pois suas origens nunca foram reveladas. Tudo o que se sabe até hoje é que “eles estavam aqui antes da criação e estarão por aqui depois do fim”. Mas a nova fase do título mensal The Flash pode finalmente trazer luz a essa questão, a partir de dimensões nunca vistas no Universo DC.

Atenção para spoilers de The Flash: Anual de 2024!

As histórias e personagens do extinto selo adulto Vertido, da DC Comics, já vem sendo integrados canonicamente ao Universo DC faz um bom tempo, e, nos últimos anos, personagens como Sandman e John Constantine têm participado ativamente de várias sagas protagonizadas pelos principais super-heróis da editora.

Continua após a publicidade

As estruturas do Universo DC sempre passam por revisões para conseguir explicar as conexões com cada núcleo de personagens, e encaixar os Perpétuos na hierarquia cósmica da editora é um desafio e tanto, já que a cronologia raramente mostrou a ligação de Sandman e seus irmãos com elementos estabelecidos há décadas.

Mas, agora, à medida que o Flash Wally West continua a ultrapassar os limites da Força Velocidade, a misteriosa fonte de energia que alimenta os poderes dos velocistas da DC, ele pode ter descoberto o segredo por trás da criação dos Perpétuos.

Dimensões entre as camadas da realidade

The Flash: 2024 Annual mostra Wally West acelerando fora de sincronia com a realidade, viajando entre dimensões para tentar rastrear as entidades misteriosas conhecidas como The Stillness. A certa altura, Wally se encontra com as figuras antropomorfizadas das constantes físicas do universo, como luz, gravidade, termodinâmica, entre outras.

As constantes físicas do universo explicam a Wally que elementos bizarros, chamados de criaturas-bolha, são, na verdade, emoções. Elas são usadas para que as constantes físicas monitorem cuidadosamente para evitar que "estrelas e átomos comecem a chafurdar na inveja e no desejo e assim por diante".

A citação de “desejo” nessa descrição pode ser uma forte dica de que Flash está lidando com uma forte conexão com os Perpétuos, já que todos são manifestações físicas de conceitos: Destino, Morte, Sonho, Desejo, Desespero, Destruição e Delírio/Deleite. Vale lembrar que as tramas de Sandman mostram justamente o que acontece com os humanos quando algo afeta as responsabilidades dessa família, como Sonho ser aprisionado e Destruição abandonar seu posto.

Continua após a publicidade

E o próprio Universo DC sua formação interagir com as tramas de Sandman. Em Sandman: Noites Sem Fim, publicado em 2003, por exemplo, a história O Coração de uma Estrela mostra a reunião de estrelas como Mizar, Sol e Rao. Durante a conversa, uma das irmãs de Sandman, Desespero, convence Rao a semear vida em um planeta instável, possivelmente Krypton, chamando-o de "uma obra de arte perfeita se uma única forma de vida escapasse" — o que cria inadvertidamente o Superman.

As constantes universais em The Flash: 2024 Annual descreveram o processo pelo qual as estrelas podem se emocionar, atraindo um número suficiente de entidades “sentimentais”. Isso vai diretamente ao encontro do que é visto em Sandman — Prelúdio, em que Sonho precisa lidar justamente com uma estrela que ficou insana.

Ainda não dá para cravar com certeza que o Flash Wally West finalmente encontrou as dimensões que se relacionam com a origem dos Perpétuos. Mas não dá para negar que essas citações em suas histórias possuem uma forte conexão com a história mostrada por Sandman até aqui. Vamos acompanhar para ver se a DC realmente confirma isso até o final da atual fase do Velocista Escarlate.

Continua após a publicidade