Publicidade

A própria DC Comics admite que há Lanternas Verdes demais em seu universo

Por| 22 de Fevereiro de 2024 às 18h00

Link copiado!

DC Comics
DC Comics

Se você é um fã dedicado dos Lanternas Verdes, sabe como é difícil explicar para alguém que, na verdade, entre os próprios integrantes há um favorito de cada um. Isso porque há mais de 7,2 mil Gladiadores Esmeralda espalhados pelo Universo DC, e, somente na Terra, há 10 deles, dos quais cinco são muito populares.

Atenção para spoilers à frente para Green Lantern #8!

Desde a criação da Tropa dos Lanternas Verdes, que deu as caras ao mundo pela primeira vez em Showcase #22, de 1959, os leitores ficaram sabendo que a Terra não era o único planeta a ter um Lanterna Verde — na verdade dois, pois nessa época a DC Comics introduziu Hal Jordan como o herói substituto de Alan Scott na Era de Prata dos Quadrinhos.

Continua após a publicidade

Ao longo das décadas, vimos a Terra receber outros portadores do Anel do Poder, como Guy Gardner, John Stewart e Kyle Rayner, sem contar a filha de Alan Scott, Jade. Assim, no começo dos anos 1990, o Universo DC já tinha, somente patrulhando nosso setor, o 2814, pelo menos seis Gladiadores Esmeralda. 

Isso sempre levava a uma pergunta entre os fãs na época: “quantos integrantes a Tropa dos Lanternas Verdes realmente tem?”. Essa questão ecoou durante vários anos, até que, em meados de 2000, o escritor Geoff Johns respondeu a isso, de forma que o estabelecido vale até hoje.

Johns, na revisão da mitologia da franquia, mostrou que Hal Jordan descobriu um mapeamento do universo que dobrou o número de setores, de 1,8 mil para 3,6 mil. E como há dois Lanternas Verdes cuidando de cada setor, a tropa tem, então, pelo menos 7,2 mil integrantes, que sempre são substituídos quando um deles morre.

Continua após a publicidade

Para “justificar” a presença de tantos Lanternas Verdes na Terra, Johns também estabeleceu que só temos tantos integrantes por aqui porque a vida no Universo DC começou em nosso setor, e por isso, a força de vontade, primordial para ser um Gladiador Esmeralda, é muito intensa em nosso planeta.

Como a DC admitiu? 

Em Green Lantern #8, lançado recentemente, vemos o retorno do Lanterna Verde Kyle Rayner, que está no espaço conversando com sua ex-namorada, Alexandra DeWitt. Embora ele admita que goste de fazer parte da tropa, sente que está cada vez mais difícil encontrar seu lugar, especialmente em um momento em que algo vem tornando o Espectro Emocional cada vez mais instável.

Continua após a publicidade

Na verdade, o que Kyle diz pode até ser considerado uma autocrítica, pois, com tantos Lanternas Verdes, ficou difícil a DC posicionar cada um em temas e em um cantinho específico para eles serem realmente relevantes — ainda mais depois da chegada de Simon Baz, Jessica Cruz, Keli Quintela e Sojourner Mullein.

A boa notícia é que, atualmente, a fase Dawn of DC vem resolvendo justamente essa questão: além de reposicionar Alan Scott, Hal Jordan e John Stewart, mostrando por que suas funções e poderes são únicos, agora também começa a incluir essa revisão com Guy Gardner e Kyle Rayner.