Cielo anuncia plataforma de pagamento e gerenciamento baseada no Android

Por Redação | 13 de Abril de 2016 às 19h28
photo_camera Cielo

A Cielo anunciou recentemente uma nova versão da sua máquina de cobranças para lojistas. Em uma solução que aborda tanto o hardware quanto o software, o denominado Cielo LIO acrescenta às funções de pagamento uma nova plataforma aberta ao desenvolvimento baseada no sistema operacional móvel da Google.

Como resultado, o LIO poderá ganhar aplicativos desenvolvidos para atender às necessidades específicas de cada negócio – em criações que tanto podem ser da própria Cielo quanto de parceiros em potencial. Dessa forma, é possível ter em um mesmo aparelho funções de faturamento, de controle de estoque e de reserva de mesas, no caso de um restaurante ou estabelecimento afim.

Para complementar a proposta, deve se juntar ao LIO em breve a Cielo Store. Com previsão de lançamento para o segundo semestre de 2016, a loja virtual deve servir para a distribuição dos aplicativos desenvolvidos colaborativamente para o sistema.

cielo lio

50 mil unidades no Brasil ainda em 2016

As primeiras unidades do Cielo LIO devem ser postas em funcionamento dentro de 45 dias, e há boas projeções no que se refere à adoção do sistema por parte do varejo nacional. Em evento realizado em São Paulo (SP) na última terça-feira (12), o CEO Rômulo Dias afirmou que a companhia espera atingir 50 mil unidades em todo o Brasil até o final do ano – com uma meta de um milhão para os próximos cinco anos.

“Não se trata apenas de uma máquina que passa cartão”, disse Dias na ocasião – conforme divulgado pelo site InfoMoney. “Em um cenário de crise no varejo, vamos disponibilizar uma solução que permitirá aos varejistas controlar coisas que antes não eram controladas, como fluxo de caixa e estoques.”

O Cielo LIO deve ser desenvolvido pelas brasileiras Quantum (fabricante de celulares que recebeu recentemente aporte da Positivo) e Gertec – especialista em sistemas de automação comercial. Na lista de parceiros para desenvolvimento de aplicativos, já constam Linx, NCR e VTEX.

Com funções adicionais como câmera, calculadora integrada, Bluetooth e sistema multiconexão (WiFi e 3G), o LIO ainda não teve valores anunciados. Entretanto, a companhia fez saber que o preço final dependerá dos serviços selecionados pelo próprio varejista – em um processo que deve fidelizar mais clientes e também aumentar a receita da Cielo.

Via InfoMoney

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!