Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Review Asus Zenbook S 13 OLED | Um dos laptops mais finos do mundo

Por| Editado por Léo Müller | 03 de Agosto de 2023 às 18h30

Link copiado!

Review Asus Zenbook S 13 OLED | Um dos laptops mais finos do mundo
Review Asus Zenbook S 13 OLED | Um dos laptops mais finos do mundo

A ASUS lançou o Zenbook S 13 OLED em abril deste ano como o notebook OLED mais fino do mundo. O ultraportátil pesa apenas 1 kg, oferece excelente desempenho, e possui tela com qualidade avassaladora.

Eu testei o Zenbook S 13 OLED por alguns dias e dou todos os detalhes deste incrível notebook no decorrer do review. Acompanhe a análise com atenção, e saiba se a compra do modelo vale a pena.

🛒 Compre o Asus Zenbook S 13 OLED no Magalu

Continua após a publicidade

🛒 Compre o Asus Zenbook S 13 OLED no Mercado Livre

Design, construção e conectividade

Segundo a Asus, o Zenbook S 13 OLED é o ultraportátil mais fino do mundo, dentre todos os modelos com tela OLED de 13 polegadas. Isso também o torna um dos notebooks mais finos do mundo no geral.

Continua após a publicidade
  • Dimensões: 296,2 x 216,3 x 10,9 ~ 11,8 mm;
  • Peso: 1 kg.

Sendo tão fino e compacto, e tendo apenas 1 kg de peso, o Zenbook S 13 OLED se destaca como um notebook extremamente fácil de ser transportado.

O design do equipamento chama a atenção pela sofisticação e beleza. Ele tem uma das tampas mais bonitas e elegantes que já vi em um notebook. A tampa do dispositivo tem uma textura fosca, com linhas metálicas formando figuras geométricas. O logotipo “ASUS Zenbook” está gravado no canto superior direito.

Continua após a publicidade

A parte de baixo do notebook é bem simples e possui apenas duas modestas entradas de ar, cada uma de um lado. Há também duas barras de borracha que servem de apoio para o dispositivo. Os dois alto-falantes são bem discretos e ficam nas bordas laterais do equipamento.

Falando de conexões físicas, o Zenbook S 13 OLED conta com duas portas USB-C Thunderbolt 4 (permite transmissão de vídeo e carregamento), uma porta USB-A 3.2 Gen 2, uma porta HDMI 2.1 TMDS e um conector combo de áudio para microfone e fones de ouvido. É incrível que, mesmo sendo tão fino, o notebook tenha uma porta USB-A, o que considero um baita ponto positivo.

Em conexões sem fio, o laptop é compatível com Wi-Fi tri-band (2,4 GHz, 5,0 GH e Wi-Fi 6E), além de contar com Bluetooth 5.3.

Continua após a publicidade

Um recurso que valorizo muito é o desbloqueio da tela via impressão digital, mas o Zenbook S 13 OLED não conta com essa funcionalidade, infelizmente. Já a tampa do notebook possui abertura de 180º, o que pode ser útil para alguns usuários.

Fabricação sustentável

A fabricação do Zenbook S 13 OLED tem foco na sustentabilidade e redução da pegada de carbono. A tampa do dispositivo é feita de "alumínio cerâmico de plasma". Este material utiliza uma combinação de elementos mais puros. O resultado é uma tampa mais resistente e com alta capacidade de reciclagem pós-utilização.

Continua após a publicidade

De acordo com a Asus, a fabricação do Zenbook S 13 OLED reduz a pegada de carbono em mais de 50%. Todo o equipamento é feito com material reciclado e até a norma Energy Star foi excedida em 43%, alcançando um patamar de eficiência energética nunca visto antes.

A embalagem do produto também utiliza material proveniente de florestas geridas de forma responsável, com zero utilização de plásticos e cola.

Certificação militar para alta durabilidade

Continua após a publicidade

O Zenbook S 13 OLED cumpre o exigente padrão militar americano MIL-STD-810H. O dispositivo passou por 12 métodos de testes rigorosos e 26 procedimentos de testes punitivos (acima da média da indústria), para oferecer confiabilidade e longevidade de alto nível.

Estes são alguns dos testes aos quais o notebook foi submetido: altas e baixas temperaturas, alta umidade, impacto, vibração, radiação solar, jatos de areia e pó, congelamento e descongelamento, altas altitudes, choque térmico, entre outros.

Continua após a publicidade

Tela e som

O Zenbook S 13 OLED tem tela OLED de 13,3 polegadas, com resolução 2,8K, formato 16:10, brilho máximo de 550 nits e 1 bilhão de cores. Essa tela possui toda a beleza e qualidade que só os painéis OLED podem oferecer, e foi calibrada pela Asus para fornecer desempenho ainda superior.

  • Tecnologia do painel: OLED;
  • Tamanho: 13,3 polegadas;
  • Resolução: 2,8K WQHD+ (2880 x 1800 pixels);
  • Brilho: 550 nits (pico);
  • Taxa de atualização: 60 Hz;
  • Recursos extras: HDR, Dolby Vision, certificação Pantone, certificação de hardware para baixa emissão de luz azul, certificação Display HDR True Black 500 e gama de cores de 100% no padrão DCI-P3.

Especificações à parte, posso afirmar que a tela do Zenbook S 13 OLED é incrível, como era de se esperar para um painel OLED de altíssima resolução. Se você nunca viu uma tela OLED, é possível que vá se espantar com a tela do notebook ao perceber cores tão vibrantes e realistas.

Continua após a publicidade

O sistema de som do equipamento não fica atrás, e conta com hardware com alta tecnologia, para oferecer uma experiência mais imersiva. Os alto-falantes do Zenbook S 13 OLED foram desenvolvidos pela Harman Kardon, empresa dona de marcas como a JBL e a AKG. E, sim, há compatibilidade com o Dolby Atmos.

É claro que notebooks não possuem sistemas de som dignos de uma experiência satisfatória em relação ao consumo de músicas. A limitação física do equipamento reduz drasticamente a possibilidade de incluir neles alto-falantes de alto desempenho. Mas, dentro de suas possibilidades, o som do Zenbook S 13 OLED consegue funcionar como um ótimo quebra-galho na hora de assistir a filmes e séries.

Continua após a publicidade

Eu sempre recomendo que você utilize fones de ouvido ou um par de caixas de som de boa qualidade, a fim de obter uma boa experiência sonora com qualquer dispositivo.

O sistema de som conta ainda com microfones que possuem cancelamento de ruído por inteligência artificial. Isso melhora consideravelmente o som durante reuniões ou chamadas de áudio.

Teclado e touchpad

Continua após a publicidade

O Zenbook S 13 OLED tem teclado ABNT2 do tipo chiclete. É um teclado de perfil baixo e com teclas bem grandes e espaçadas, o que deixa a digitação bastante agradável. Para proporcionar esse conforto, a Asus optou por deixar o pad numérico de fora do conjunto.

  • Padrão: ABNT2;
  • Retroiluminação: sim, com brilho ajustável;
  • Touchpad com múltiplos toques: sim.

O notebook é compacto, devido à tela de 13,3 polegadas e suas dimensões de equipamento premium. Por isso, eu não considero a ausência um ponto negativo. É melhor um teclado mais confortável do que um com pad e com teclas pequenas demais.

O teclado do notebook utiliza o padrão com a tecla de interrogação integrada à letra “W”, algo comum em notebooks mais compactos. Eu não curto esse desenho, mas acredito que há usuários acostumados com essa característica. Fora isso, o teclado possui retroiluminação com brilho ajustável.

Já o touchpad oferece o que esperamos de um notebook premium, mas sem extras. Ele é bem amplo, aproveitando todo o espaço que resta na parte interna do notebook. A precisão é ótima, e ele conta com gestos que facilitam a navegação.

Configuração e desempenho

O Zenbook S 13 OLED é equipado com o processador Intel Core i7-1355U, tem SSD de 1 TB e pode ter até 32 GB de memória RAM. O modelo que testei vem com 16 GB de memória RAM.

  • Processador: Intel Core i7-1355U (10 núcleos e 12 threads);
  • Memória RAM: 16 GB LPDDR5 MHz;
  • Armazenamento: SSD NVMe M.2 de 1 TB;
  • Placa de vídeo: Intel® Iris Xe;
  • Webcam: 1080p;
  • Sistema operacional: Windows 11 Home.

De maneira geral, o Zenbook S 13 OLED oferece alto desempenho para tarefas do dia a dia e atividades voltadas para o trabalho com foco em aplicações de escritório.

Ele não é um dispositivo ultrarrápido, voltado para quem depende da criação de conteúdo, como edição de vídeos longos. O chip do dispositivo, embora seja da família Core i7, é um modelo com foco na economia de energia, possuindo o sufixo “U”.

Ainda assim, o notebook não apresenta lentidão, mesmo durante atividades mais pesadas ou em multitarefa.

Em jogos, os gráficos integrados da Intel funcionam como um mero quebra-galho para os títulos mais leves. É claro que o notebook não é voltado para esta finalidade, mas ter uma placa de vídeo decente é sempre bem-vindo quando falamos de notebooks premium, até porque o preço deles não é baixo. E a GPU não serve apenas para jogar, ela é utilizada em tarefas como edição de vídeos e imagens, além de modelagem 3D, e outras.

Um ponto importante a ser destacado é que o Zenbook S 13 OLED equipado com o i7-1355U tem desempenho geral inferior ao modelo de 2022 equipado com o processador AMD Ryzen 7 6800U. O chip Intel do modelo recente tem melhor performance em single-core, mas perde em multitarefa e, principalmente, em gráficos 3D.

Isso representa um ponto negativo de importância considerável, pois é esperado que equipamentos – premium ou não – ofereçam melhor qualidade geral, incluindo o desempenho, em relação ao modelo da geração anterior. Caso isso não aconteça, fica o questionamento sobre o que motivou o lançamento de um novo modelo, já que ele pode ser inferior — e mais caro — que seu antecessor.

Agora, observe o desempenho do Zenbook S 13 OLED com base nos benchmarks sintéticos, e também com o uso de dois jogos populares.

Cinebench R23

O Cinebench R23 mede o desempenho do processador especificamente, tanto em single-core quanto em multi-core. Esses dados são interessantes para que o usuário possa comparar o desempenho de vários processadores, ou do mesmo processador em diferentes equipamentos. O mesmo chip em dispositivos diferentes pode sofrer variação de desempenho devido ao esquema energético adotado pelos fabricantes.

O Zenbook S 13 OLED fez 1.520 pontos em single-core e 6.123 pontos em multicore. Essa pontuação está na média para um processador como o i7-1355U, com uma leve variação para baixo, devido, provavelmente, ao TDP adotado pela Asus. Essa variação para baixo será compensada na autonomia de bateria do notebook.

PCMark 10

O PCMark 10 é um software da UL Solutions, a mesma desenvolvedora do pacote 3DMark. Esse aplicativo faz uma série de testes sintéticos, que simulam o uso real do computador em diversas situações, como videochamadas, abertura de apps, navegação web, criação de conteúdo digital, edição de vídeos e imagens, e até em jogos.

O aplicativo funciona muito bem, e conta com benchmarks bem úteis, como o de consumo de bateria, que também utilizo em meus testes.

O desempenho do Zenbook S 13 OLED no PCMark 10 condiz com o hardware que equipa a máquina. Ele se mostra equivalentemente superior ao Galaxy Book2, que é equipado com o Core i5-1235U.

Fire Strike

O Fire Strike mede o desempenho da máquina em jogos baseados no DirectX 11, executados na resolução Full HD (1080p). O Zenbook S 13 OLED fez 4.178 pontos no geral, sendo 4.580 pontos no teste gráfico e 12.996 no teste de física.

O desempenho da máquina está dentro do esperado, uma vez que seu processador é voltado para a economia de energia, e ele utiliza gráficos integrados. O Galaxy Book3 Ultra é equipado com o Core i7-13700H e uma RTX 4050.

Time Spy

O Time Spy mede o desempenho da máquina em jogos baseados no DirectX 12, executados na resolução 2K (1440p). O Zenbook S 13 OLED fez 1.567 pontos no geral, sendo 1.402 pontos no teste gráfico e 4.764 no teste de CPU.

O notebook também se saiu bem no Time Spy, considerando suas limitações de hardware. Neste benchmark, o i7-1355U chegou a pontuar mais que o i7-13700H do Galaxy Book3 Ultra, que fez 4.412 pontos.

Night Raid

O Night Raid mede o desempenho de computadores com gráficos integrados com relação a jogos baseados no DirectX 12. O notebook marcou 14.676 pontos no geral. para efeitos de comparação, o Asus ROG Ally chega a marcar mais de 28 mil pontos neste benchmark.

CrystalDiskMark

Já o CrystalDiskMark mede o desempenho do SSD da máquina, indicando as velocidades de leitura e escrita, assim como as de acesso randômico.

No CrystalDiskMark, o Zenbook S 13 OLED tem bom desempenho, mas abaixo de outro ultraportátil que eu já testei, neste caso o Galaxy Book3 Ultra. Ambos os notebooks utilizam SSD NVMe PCIe 4.0. O Zenbook não é lento, nem terá perda de desempenho durante o uso, mas suas velocidades apenas são inferiores às do concorrente da Samsung. No dia a dia isso não deve ser percebido.

Counter Strike: Global Offensive

Para testar o CS:GO, eu usei um dos mapas de benchmarking mais populares. O jogo foi executado na resolução em Full HD. A qualidade gráfica ficou no padrão do jogo (alta ou “high”), assim como todas as outras opções.

Como se trata de um notebook ultrafino com chip econômico, podemos perceber que o CS:GO fica jogável em qualidade alta. O dispositivo talvez só consiga chegar a mais de 100 fps em resolução HD e com qualidade baixa.

Shadow of the Tomb Raider

Para testar o Shadow of the Tomb Raider, eu usei a ferramenta de benchmarking integrada ao game. O título rodou em Full HD e com o Nvidia DLSS, Intel XeSS e VSync desligados. A qualidade dos gráficos ficou na mais baixa, e o resto não foi alterado.

Eu sabia que Shadow of the Tomb Raider seria um jogo pesado para o Zenbook S 13 OLED, mas quis testá-lo para saber se o título ficaria jogável. A partir do desempenho obtido, com média de 35 fps, deixo que os leitores decidam se isso é ou não jogável. Lembrando que a tela do notebook tem taxa de atualização de 60 Hz.

Teste de estresse no CPU-Z

Eu realizei um teste de stress no CPU-Z por cerca de 10 minutos com o objetivo de observar as temperaturas do notebook da Asus. O chip chegou na temperatura máxima de 90 °C, e estabilizou em 70°C. Lembrando que a temperatura máxima de operação segura desse chip é de 100 °C. A sala estava com o ar-condicionado desligado, e a sensação térmica estava em cerca de 14 °C. Era um dia frio, portanto.

Fora a temperatura interna do chip, o dispositivo em si não ficou quente a ponto de incomodar. Deu para perceber um leve aquecimento na área do teclado, mas nada acima do normal. Isso é um ponto muito positivo para o laptop, considerando seu corpo com apenas 1 cm de espessura.

O nível de ruído também permaneceu bastante aceitável. O ultraportátil da Asus é bem silencioso.

Usabilidade

O Zenbook S 13 OLED sai de fábrica com o Windows 11 Home pré-instalado, assim como outros notebooks atuais.

O notebook vem com o software proprietário MyAsus, que permite ajustar alguns parâmetros de funcionamento e alguns recursos do dispositivo. Ele ainda fornece funcionalidades extras, como o compartilhamento fácil de arquivos e espelhamento de tela para outros equipamentos, com controle unificado do mouse.

Bateria e carregamento

A bateria do Galaxy Book3 Ultra tem capacidade de 63 Wh. Segundo a Asus, o equipamento fornece até 14 horas de autonomia. O carregamento rápido de 65 W enche completamente a bateria em 49 minutos.

  • Capacidade da bateria: 63 Wh;
  • Carregador: 65 W.

Eu fiz um teste de duração de bateria usando o PCMark 10 no modo Modern Office, no qual a bateria durou cerca de 11 horas e 40 minutos. Esse teste simula o uso do PC com aplicações de escritório, incluindo a abertura de aplicativos do Office, visualização de vídeos, realização de videochamadas, etc.

Esse resultado demonstra que a bateria do Zenbook S 13 OLED tem ótima duração, e certamente o usuário não ficará na mão, caso precise utilizar o notebook longe de uma tomada.

Já no teste de carregamento, a bateria do notebook foi de zero a 100% de carga em 1 hora e 20 minutos.

Concorrentes diretos

O Yoga Slim 9i é um excelente concorrente para o Zenbook S 13 OLED. O ultraportátil da Lenovo tem muitas especificações parecidas com as do equipamento da Asus. Ele é um pouco mais espesso e pesa menos de 1,4 kg. Mas sua tela é um pouco maior, com 14 polegadas, e painel OLED de altíssima qualidade.

Seu destaque sobre o concorrente é o processador i7-1280P, o que o torna mais rápido que o ultrafino da Asus. Mas isso certamente impacta na sua autonomia, e o dispositivo precisa ser carregado em menos tempo.

O Zenbook S 13 OLED custa a partir de R$ 16,8 mil (versão com o i7-1355U e 32 GB de RAM) em lojas online nacionais. No site oficial, o modelo com o i7-1335U e 16 GB de RAM sai por R$ 9.900. Já o Yoga Slim 9i está disponível apenas loja oficial da Lenovo, por cerca de R$ 11,8 mil.

🛒 Confira os melhores notebooks em promoção no Canaltech Ofertas

Vale a pena comprar o Zenbook S 13 OLED?

O Zenbook S 13 OLED é um notebook extremamente fino e leve, e com ótima duração de bateria. O equipamento é construído com materiais de alta qualidade e capacidade de reciclagem, o que encarece sua fabricação. Além disso, ele possui certificação militar para poder oferecer alta durabilidade e longevidade acima da média.

O ultraportátil ainda oferece bom desempenho para quase todo tipo de profissional. Somente aqueles com foco em criação de conteúdo ou tarefas mais pesadas que estas podem sentir lentidão com o ultrafino da Asus.

Por isso, eu indico o Zenbook S 13 OLED para todo tipo de usuário que precisa de um notebook com foco na portabilidade e que, ocasionalmente, poderá depender da bateria para usar o equipamento. O laptop é realmente muito fácil de transportar, sendo até fácil “esquecer” que ele está na mochila.

Se você viaja muito e precisa de um notebook rápido e ágil, e com uma tela com qualidade impressionante para assistir a filmes e séries em qualquer lugar, o modelo é super recomendado.

Minha única ressalva fica por conta do preço do notebook, que sempre é mais alto no momento do lançamento. O Zenbook S 13 OLED de 2022, equipado com o chip Ryzen 7 6800H oferece praticamente a mesma experiência que o modelo atual, mas custa menos e tem desempenho geral superior. Ele pode ser uma boa opção, caso seja encontrado à venda.

🛒 Compre o Asus Zenbook S 13 OLED no Magalu

🛒 Compre o Asus Zenbook S 13 OLED no Mercado Livre