Review JBL Link Portable | Alternativa potente e portátil ao Google Nest

Review JBL Link Portable | Alternativa potente e portátil ao Google Nest

Por Felipe Junqueira | Editado por Léo Müller | 29 de Julho de 2021 às 14h30
Rafael/Canaltech

As caixas de som inteligentes já começaram a se popularizar, e felizmente já existem alternativas no mercado para as soluções de Google e Amazon. A JBL lançou alguns produtos compatíveis com o Google Home — e, portanto, com acesso aos comandos de voz do Assistente da Gigante das Buscas.

O alto-falante JBL Link Portable é uma opção que vai um pouco além do que Google Nest Mini e Nest Audio já oferecem. Além de reproduzir músicas com boa qualidade de áudio e responder a comandos de voz, a caixa de som da JBL tem conectividade Bluetooth, que se soma ao Wi-Fi, e é portátil. Ou seja, dá para instalar em um ambiente da casa e usar em qualquer outro lugar, já que ela funciona fora da tomada.

Entre as promessas da JBL estão o áudio em 360 graus e até 8 horas de reprodução de música. Eu vou explicar tudo sobre o dispositivo nos próximos parágrafos, além de contar minha experiência e, ao final, explicar se — ou para quê — o alto-falante vale a pena. Vamos ver se o Link Portable realmente entrega tudo isso.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Prós

  • Design refinado;
  • Portabilidade;
  • Áudio nítido e com reforço nos graves;
  • Conectividade Bluetooth;

Contras

  • Microfones em posição desfavorável;
  • Preço elevado.

Confira o preço atual da JBL Link Portable

Design e Construção

O alto-falante inteligente tem design minimalista e elegante, diferente de outras caixinhas de som da JBL. As laterais são cobertas por um tecido com toque macio que esconde totalmente os componentes internos. Na parte da frente, há quatro luzes na parte de cima, que indicam quando o dispositivo está em ação, e mais uma na parte de baixo, que indica quando o Wi-Fi está conectado.

Os controles ficam divididos entre o topo e a parte traseira do produto. Os volumes ficam em cima, separados por um botão do Assistente de Google, que é acionado ao segurar por dois segundos — apertar e soltar vai interromper reprodução, timer, alarme ou resposta.

Na traseira, indo de baixo para cima, estão o conector USB-C, indicador de carga e três botões: energia, microfone e Bluetooth. Note que você pode controlar quando o Assistente do Google estará atento ao que você diz ao ativar ou desativar o botão traseiro. Esta mesma tecla pode resetar o JBL Link Portable, ao segurar por mais de 10 segundos.

  • Dimensões (D x A): 8,8 x 17,0 cm
  • Peso: 735 g

A caixa de som também tem certificação IPX7, que confere proteção contra água doce por até 30 minutos em 1 metro — pensado para imersão acidental. Seu formato em torre é de tamanho médio, com quatro lados e bordas arredondadas. São 17 cm de altura e 8,8 cm de largura, e o alto-falante pesa 735 gramas. Um pouco grande e pesada para carregar na bolsa, mas é o preço a se pagar para ter uma caixinha potente o bastante para encher uma sala com som nítido. Além da bateria de 4.800 mAh.

A base é emborrachada e garante boa aderência a bancadas de praticamente qualquer tipo de material — ou seja, sua JBL Link Portable não vai sair rolando por aí. Aqui tem uma curiosidade: há um conector de tamanho considerável nesta área, que permite colocar em um carregador. A ideia é deixar uma estação de carregamento sempre conectada à tomada e pronta para a ação, enquanto o alto-falante em si pode ser levado para onde for necessário.

Assim, você pode deixar a caixinha sempre na tomada e carregá-la para outros lugares quando quiser. Ao terminar, basta levar de volta. Isso é útil principalmente no caso em que o JBL Link Portable também é usado como hub de uma casa inteligente, já que microfone e Wi-Fi ativados por boa parte do dia podem acabar com a carga em pouco mais de 24 horas.

O acabamento em tecido e os botões superiores do Link Portable, além dos LEDs de indicação de funcionamento (Imagem: Ivo/Canaltech)

Qualidade de som

O JBL Link Portable possui som em 360 graus, ou seja, independente de onde você se posicionar em relação ao alto-falante, vai escutar cada nota musical perfeitamente. Pelos meus testes, essa característica é realmente surpreendente. Dá para deixar a caixinha no centro do ambiente e caminhar tranquilamente sem medo de perder algum detalhe da música.

A qualidade do áudio no geral é bem similar à da Flip 5, e os fãs da marca JBL vão se sentir confortáveis com o Link Portable. O som não é muito impactante, mas é agradável e melhor do que alto-falantes inteligentes como Echo Dot ou Nest Mini — o que era de se esperar, já que o dispositivo da JBL está em categoria um pouco acima.

Apesar do tamanho relativamente pequeno, a caixinha tende a destacar mais os graves, deixando os agudos um pouco em segundo plano. Ou seja, quem prefere música que foca mais nesse tipo de onda sonora talvez deva buscar modelos de outras marcas. Porém, é bom notar que os graves perdem um pouco de efeito em superfícies mais suscetíveis a ressonância. O volume do JBL Link Portable tem boa potência, mas pode ficar levemente abafado dependendo do ambiente e nível do som.

O principal problema está em seus microfones. São apenas dois, na parte superior, e que têm uma boa dificuldade de escutar sua voz quando a reprodução de uma música estiver em cerca de 40%. No geral, entretanto, a resposta costuma ser boa, e você não precisa falar muito alto.

Na parte de trás há indicador LED de carga da bateria e botões de energia, microfone e Bluetooth, além do conector USB-C (Imagem: Ivo/Canaltech)

Função extra

A caixinha tem como função extra o suporte ao Assistente do Google, e pode ser utilizada tanto para responder perguntas, aproveitando a pesquisa do buscador via comando de voz, como para controlar uma casa conectada. Em outras palavras, é uma alternativa às soluções da própria Gigante das Buscas como alto-falante inteligente.

A velocidade de resposta costuma ser muito boa, e tive menos problemas de perda de conexão do JBL Link Portable com os outros dispositivos conectados de casa do que com o Google Nest Mini. Claro que o local onde cada um ficou pode ter influenciado, já que a caixinha da análise ficou no mesmo ambiente do roteador, enquanto a do Google está a uma boa distância e com uma parede — de prédio antigo, portanto muito sólida — no meio.

Bateria e conectividade

Você pode usar o JBL Link Portable de duas maneiras: conectado ao Bluetooth ou ao Wi-Fi — nas frequências de 2,4 GHz e 5 GHz. A primeira opção pode ser interessante para lugares ao ar livre, onde geralmente não há redes sem fio. Basta tocar o botão na parte traseira para iniciar o pareamento Bluetooth, procurar a caixa de som no seu celular Android ou iOS e fazer a sincronização para começar a ouvir música.

Já a opção por Wi-Fi é mais completa e abre mais funções, como o controle da casa inteligente. Para isso, você vai precisar do aplicativo Google Home, disponível para Android e iOS. Baixe ou abra o app, toque no ícone de adição e vá em Configurar dispositivo. Selecione a primeira opção, ‘Novo dispositivo’, e siga as instruções na tela. Concluído o processo, você pode fazer perguntas à Assistente do Google e realizar comandos de voz para dispositivos conectados.

Neste caso, é legal manter a base carregadora sempre na tomada, e deixar a caixa de som descansar ali pelo menos toda a noite. Com Wi-Fi e microfone ligados, a bateria não dura muito mais de um dia, mesmo que você não ouça músicas no JBL Link Portable.

Importante notar que, ao menos nos meus testes, não foi possível usar o Bluetooth quando o Wi-Fi está ativado. Aparentemente, a JBL pensou nesta alternativa justamente para o momento em que não há mesmo conexão sem fio disponível. E não deixa de ser uma vantagem — além do mais, conectada diretamente à rede Wi-Fi, a caixinha reproduz suas músicas com menos interrupções, já que as notificações do celular não vão atrapalhar.

Com o microfone desligado, a bateria aguenta mais de seis horas de reprodução de música sem problema, com cerca de 20% de carga restante. O teste foi feito com reprodução de música em alta qualidade pelo Spotify. Sendo assim, você pode curtir esse tempo todo e ainda usar como assistente da casa inteligente, desde que seja feita a recarga durante a noite. Lembrando que autonomia é sempre uma estimativa, e varia dependendo do tipo de música, volume e outros fatores.

Bom lembrar que o alto-falante tem conector USB-C na parte traseira e também pode ser conectado diretamente a uma fonte de alimentação para recarregar sem a base.

Ficha técnica

  • Versão do Bluetooth: 4.2;
  • Potência de saída: 20 W RMS;
  • Alto-falante: 1 x 49 mm;
  • Entrada cabo de áudio de 3,5 mm: não;
  • Acústica: som em 360 graus;
  • Acabamento: Tecido e partes emborrachadas;
  • Funcionalidade: comandos de voz ou toques nos botões;
  • Conectividade: Wi-Fi 802.11a/b/g/n/ac (2,4 GHz e 5 GHz), Bluetooth;
  • Compatibilidade: Android e iOS (ambos com app Google Home; Apple Home com AirPlay 2);
  • Formatos de áudio: HE-AAC, LC-AAC, MP3, Vorbis, WAV (LPCM), FLAC e Opus;
  • Cores: preta, cinza;
  • Energia: bivolt, fonte interna;
  • Dimensões (D x A): 8,8 x 17,0 cm;
  • Peso: 735 g.

Acessórios

Caixinha de som tem base de carregamento (Imagem: Ivo/Canaltech)

A caixa do JBL Link Portable traz apenas a caixa de som, cabo USB-A para USB-C, base carregadora e manuais. Você pode usar o cabo carregador tanto na base quanto no próprio alto-falante. Não há opção de conectar um cabo P2 para ouvir música.
Concorrentes Diretos

Considerando as funções disponíveis, o JBL Link Portable concorre diretamente com o Google Nest Audio e Amazon Echo de 4ª Geração, com duas vantagens: conexão Bluetooth e bateria interna. Ou seja, não precisa obrigatoriamente da conectividade Wi-Fi para funcionar e pode ser usada em praticamente qualquer lugar. Porém o preço é mais alto, apesar de ser possível achar a valor próximo com importadores, na faixa de R$ 600 a R$ 700.

Conclusão

Se você quer começar a evoluir sua casa conectada, o JBL Link Portable é uma opção muito interessante. O alto-falante é ótimo para começar, já que pode ter uma base e ser transportada para todos os ambientes sem problemas. E também serve como segundo ou terceiro dispositivo de comando de voz, pela mesma característica.

Além disso, pode ser utilizado como caixa de som em ambientes abertos — e fechados, também — já que tem conectividade Bluetooth, além do Wi-Fi. Claro que, nestes casos, a função do Assistente do Google ficará inativa, pois precisa da internet para buscar respostas ou enviar comandos a outros dispositivos conectados.

E entrega todas as promessas feitas pela fabricante: cerca de 8 horas de reprodução de música e som de 360 graus com foco nos graves.

O preço mais elevado do que o dos concorrentes pode compensar por conta desses extras oferecidos pelo Link Portable. O preço oficial é de R$ 1.400, mas o dispositivo pode ser encontrado por menos de R$ 700 com alguns importadores, ou até menos de R$ 900 no varejo nacional.

Gostou do JBL Link Portable? Então, aproveite que separamos uma oferta especial para você. E fique de olho no Canaltech Ofertas para descobrir os melhores preços para você não gastar mais do que precisa ao comprar seus gadgets.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.