Viúva Negra | Pirataria custou US$ 600 milhões aos cofres da Disney

Viúva Negra | Pirataria custou US$ 600 milhões aos cofres da Disney

Por Felipe Demartini | Editado por Jones Oliveira | 05 de Janeiro de 2022 às 19h10
Marvel Studios/Disney

A pirataria decorrente do lançamento simultâneo de Viúva Negra nos cinemas e no streaming custou aproximadamente US$ 600 milhões aos cofres da Disney. O valor é equivalente ao nível de cópias do filme baixadas da internet nas semanas seguintes à estreia em comparação com o valor adicional que era cobrado pela companhia para que mesmo os assinantes do Disney+ pudessem assistir ao filme.

A análise foi feita pelo Deadline a partir de dados obtidos pelo sistema Samba TV e revela um pouco dos motivos pelos quais a Disney optou por uma janela distante para chegada de seus lançamentos seguintes ao streaming. A estreia simultânea também fez de Viúva Negra o lançamento com maior queda na bilheteria da história do Universo Cinematográfico da Marvel, com uma redução de 68% nas vendas de ingressos na segunda semana após sua chegada.

Os danos podem ser ainda maiores do que a estimativa, já que também são limitados apenas ao mês de agosto de 2021.

De acordo com o levantamento, Viúva Negra teria sido baixado mais de 20 milhões de vezes apenas no mês de lançamento, o que leva ao prejuízo apontado pelo veículo, na multiplicação direta em relação aos US$ 30 cobrados pelo Premier Access internacionalmente — no Brasil, o preço era de R$ 69,90. O longa chegou a aparecer até na lista dos filmes mais pirateados de 2021 ao lado de outros grandes lançamentos como O Esquadrão Suicida e Godzilla Vs. Kong, que também tiveram chegada simultânea ao streaming.

O valor também é bem maior que o alegado em um processo movido contra a gigante pela atriz principal do longa, Scarlett Johansson, que citou perdas de US$ 50 milhões e quebra de contrato pela decisão da Disney de lançar Viúva Negra simultaneamente no streaming. As partes chegaram a um acordo em outubro de 2021 por um valor não-revelado (que seria de US$ 40 milhões) e confirmação de participação em novos projetos da empresa não necessariamente relacionados ao MCU.

Apesar dos prejuízos — e do posterior fim do Premier Access em prol de um intervalo entre o lançamento nos cinemas e no streaming —, o CEO Bob Capek, da Disney, elogiou a estratégia. Viúva Negra teria obtido US$ 379 milhões nas bilheterias de todo o mundo, com US$ 60 milhões adicionais por meio do Disney+; a ideia é que o longa foi visto por muito mais gente em relação a uma estreia exclusivamente nas telonas, principalmente devido ao momento pré-vacina e ainda com alta de casos de covid-19.

Prova disso é que, apesar da alteração nos planos em relação aos grandes blockbusters da Disney e do MCU, Chapek já disse que a Disney pretende realizar novos lançamentos simultâneos em 2022. Ele não disse quais nem deu datas, afirmando que a ideia, agora, é observar como será a retomada das pessoas aos cinemas antes de tomar decisões desse tipo para projetos futuros.

Fonte: Deadline

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.