Novo Firefox para Android é bombardeado por reclamações na Play Store

Novo Firefox para Android é bombardeado por reclamações na Play Store

Por Felipe Autran | 25 de Agosto de 2020 às 17h26
Divulgação/Mozilla

Durante as últimas semanas, a Mozilla lançou gradualmente uma atualização do Firefox para Android que trouxe uma reformulação completa do navegador. O programa — que estava parado na versão 68 há mais de um ano — saltou para a versão 79, alcançado as edições de Windows, Linux e macOS e trazendo novidades como uma nova engine e uma interface renovada. No entanto, muitos usuários não estão nada felizes com essa atualização, como dá para perceber ao visitar a página do aplicativo na Play Store.

Ao longo do mês de agosto, quando a atualização começou a ser enviada, comentários negativos e avaliações de uma estrela foram deixados na página por usuários insatisfeitos. Entre os diversos pontos de descontentamento, um deles se destaca: o novo Firefox para Android perdeu o suporte completo às extensões que tinha anteriormente. A partir de agora, apenas um grupo pequeno de extensões otimizadas para o celular podem ser instaladas.

Embora a expectativa da Mozilla seja de permitir cada vez mais extensões, muita gente não gostou de ter essa opção retirada repentinamente. “O aplicativo não permite o gerenciamento adequado do tamanho da tela em exibição de vídeos em tela cheia em aparelhos com notch, ficando o vídeo cortado. Na versão anterior uma extensão corrigia essa deficiência, mas nessa versão a extensão não funciona”, afirmou um usuário.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Mudanças na interface também parecem não ter agradado. O gerenciamento de abas mudou e elas agora são exibidas em uma lista, a barra de navegação foi levada para a parte inferior por padrão e uma nova função de Coleções ganhou destaque na página inicial. Além disso, não é mais possível abrir o navegador diretamente em uma lista com seus sites favoritos, algo que desagradou muitos usuários de longa data.

Bugs também estão mais frequentes

Mas as reclamações não ficaram limitadas às alterações no funcionamento e na interface. Relatos de bugs fazendo o navegador travar ou ser encerrado inesperadamente também podem ser encontrados na Play Store. “Essa atualização tá horrível, os sites demoram horrores pra carregar, quando minimizo o App e voltou nele todas as páginas recarregam novamente. De vez em quando o app trava, tá muito lento mesmo. Só o design é bonito”, afirmou outro usuário.

O novo Firefox totalmente reformulado para Android é uma tentativa da Mozilla de competir em um mercado atualmente dominado pelo Chrome. O momento não é bom para a fundação, que ficou conhecida ao conseguir roubar uma fatia grande de usuários do Internet Explorer durante os anos 2000. Neste mês, 250 funcionários foram demitidos em uma reestruturação administrativa geral.

De acordo com a própria Mozilla, o objetivo é conseguir aumentar os investimentos em novos produtos, como é o caso da Mozilla VPN. Além disso, a fundação afirmou ter sido afetada pela crise econômica causada pela pandemia da COVID-19.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.