Navegador abre mão de VPN para proteger privacidade dos usuários; entenda

Por Rubens Eishima | 17 de Agosto de 2020 às 07h21
Vivaldi

O navegador Vivaldi anunciou o lançamento da versão 3.2 para Android na semana passada, incluindo uma série de recursos para aprimorar a proteção da privacidade do usuário, como melhorias nos bloqueadores de rastreamento e anúncios. Algo que alguns podem ter sentido falta, porém, foi a inclusão de uma VPN, ferramenta oferecida por certos concorrentes com a promessa de incrementar a privacidade da navegação.

Segundo o CEO da empresa, entretanto, não há planos atualmente para a integração do recurso. O motivo é justamente a preocupação com a privacidade, afirmou Jon von Tetzchner, criador e CEO do Vivaldi que já havia ganhado notoriedade por ser o criador do Opera. Em entrevista ao site TechRadar, ele explicou o porquê da decisão:

“Todos os serviços de terceiros possuem problemas relacionados à privacidade. Sempre há a questão de poder confiar em quem fornece o serviço.”

Enquanto o serviço de VPN oferecido pelo Opera se trata mais de um servidor proxy (intermediário) que mascara a conexão, outros navegadores usam VPN fornecidos por empresas terceirizadas, caso da Mullvad para a Mozilla/Firefox.

Apesar de geralmente disponibilizarem suas políticas de privacidade, as empresas de VPN funcionam como caixas pretas às quais as desenvolvedoras dos navegadores precisam confiar, sem muitas opções para comprovar a aplicação dos termos.

Assim, provavelmente o Vivaldi ganhará uma VPN apenas quando a própria companhia for capaz de desenvolver e implementar uma tecnológia própria nesse sentido — ou quem sabe adaptar algo de código aberto às suas necessidades, mas mantendo o controle da ferramenta.

Novidades no Vivaldi

Tratando dos recursos disponíveis no navegador, o blog do Vivaldi listou melhorias de estabilidade, novas funções para os bloqueadores de rastreamento e anúncios, além da exibição dos botões de abas para o rodapé da tela.

A nova versão 3.2 para Android permite gerenciar e habilitar diversas listas para bloqueio de serviços que rastreiam a navegação, permitindo até mesmo incluir listas personalizadas.

Barra de navegação de abas foi movida para o rodapé da tela (imagem: Vivaldi)

Uma novidade bem-vinda para donos de celulares com telas grandes é a possibilidade de mudança da barra de abas para o rodapé da tela, facilitando a troca de páginas. A mudança segue uma alteração semelhante aplicada às barras de opções para downloads, histórico, favoritos e anotações.

Fonte: Vivaldi, TechRadar

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.