DuckDuckGo Browser | Privacidade e simplicidade sem muita firula [análise]

Por Douglas Ciriaco | 13 de Junho de 2020 às 10h00

O imenso universo de navegadores disponíveis para os dispositivos móveis tem algumas opções dedicadas à privacidade e entre elas está o DuckDuck Go Browser. O aplicativo foi desenvolvido pelo motor de busca homônimo cujo lema é “a ferramenta de busca que não rastreia você”.

Diante dessa breve explicação, é fácil imaginar que o DuckDuck Go Browser também traz um foco especial na privacidade, apresentando-se como uma opção para quem busca um navegador fácil de usar, leve, sem muitas firulas nem complementos, mas capaz de garantir uma navegação exclusivamente privada e que não deixa rastros.

Nós usamos o app por duas semanas e agora você confere uma análise completa. Este artigo faz parte da série de análises de navegador aqui do Canaltech. Tem alguma dica de qual outro app seria legal ganhar uma análise nossa? Deixe a sua sugestão na caixa de comentários.

Tela inicial do DuckDuckGo Browser (Imagem: Douglas Ciriaco/Canaltech)

Ficha técnica

  • DuckDuckGo Browser (Android | iOS)
  • Versão: 5.55.1
  • Testado no Android 9

Direto ao ponto

O DuckDuck Go Browser tem um objetivo bastante definido: oferecer navegação privada ao usuário. Para isso, ele conta com uma estrutura bem simples, com um visual enxuto, sem suporte a complementos ou muitas personalizações estéticas, e traz como principal trunfo a facilidade em apagar os rastros deixados por você enquanto navega na web.

Na base do navegador há um botão cujo ícone é uma fogueira e basta tocá-lo para encerrar todas as abas abertas. Como seu foco é na privacidade, ele não registra histórico de fato, ou seja, a única informação que fica retida são as abas abertas, mas isso pode ser facilmente resolvido com um toque na tela.

Aqui vale reforçar que um de suas características pode ser uma fraqueza dependendo da necessidade do usuário: como ele não registra histórico, você não tem a opção de salvar dados. Isso quer dizer que será bem difícil lembrar daquela página que você acessou há alguns dias e já teve a aba encerrada.

Rastros podem ser limpados em apenas dois toques (Imagem: Douglas Ciriaco/Canaltech)

Não dá para considerar isso uma falha, porém, porque está dentro do propósito do navegador, de fornecer navegação exclusivamente privada como se você sempre estivesse usando o modo incógnito de qualquer programa do tipo, mas com reforço na segurança e na privacidade.

Foco em privacidade

A parte de privacidade aqui é o grande trunfo. Não apenas porque impede você de ser rastreado, mas também porque dá muitas informações de maneira acessível. O DuckDuck Go Browser traz um painel dedicado a esse setor em um ícone à esquerda da barra de endereços.Tal menu reúne várias informações e é fácil de ser interpretado, permitindo acesso rápido ao controles de privacidade, mostrando quantos rastreadores da página visitada foram bloqueados e permitindo ativar/desativar a proteção de privacidade.

O DuckDuck Go Browser conta com uma ferramenta chamada “Whitelist” para permitir que sites considerados confiáveis pelo usuário rodem sem restrições. O recurso “Fireproof sites” permite que cookies de sites selecionados sejam mantidos mesmo após uma limpeza geral. Isso é útil, por exemplo, para sites nos quais você fez login e não quer ser deslogado, e a vantagem é que fica a seu critério ativar tal opção ou não de forma individual em cada página.

Detalhes de privacidade no DuckDuckGo Browser (Imagem: Douglas Ciriaco/Canaltech)

Por fim, outro destaque é a navegação criptografada por padrão: o navegador sempre vai obrigar os sites a usarem este tipo de protocolo seguro sempre que possível, deixando indicado de forma visual quando não for o caso. Todo esse arsenal de ferramentas resulta em um verdadeiro tanque dedicado à privacidade, sem apelar para configurações complexas e garantido uma ótima fluidez e acessibilidade para basicamente qualquer usuário.

Visual organizado

Campo de endereços em cima, barra de ferramentas embaixo: assim é organizado o DuckDuckGo Browser. Se a sua tela for muito pequena, essa característica pode ocupar mais espaço do que deveria, porém, se o display for grande, isso é uma vantagem.

Pense que, mesmo usando o celular com uma só mão, você tem acesso rápido ao menu de favoritos, ao botão de busca, à exclusão de todo o conteúdo aberto no navegador, ao menu de abas abertas e às configurações do app. Enfim, tudo a um dedo de distância, algo que é sempre muito relevante para aparelhos maior — mais um ponto positivo.

Barra de ferramentas fica na parte inferior do navegador (Imagem: Douglas Ciriaco/Canaltech)

Destaques

Entre os principais destaques do DuckDuck Go Browser, podemos citar:

  • Menu de privacidade com informações acessíveis
  • Controles rápidos para personalizar a experiência do ponto de vista de privacidade
  • Facilidade para excluir o conteúdo da navegação
  • Não registra histórico
  • Tema escuro

Reforçando o que já foi dito anteriormente, a parte “ruim” é não poder compartilhar informações com uma versão de desktop. Isso, porém, pode ser totalmente irrelevante para muita gente, especialmente quem busca um app focado em privacidade para navegar na web.

Outro detalhe que deixa a desejar é a tradução, que opta pelo português europeu e parece ter sido feita de forma mecânica, com termos que continuam em inglês misturados a traduções literais.

DuckDuckGo Browser é bom?

Sim, este é um excelente navegador. Muito leve e rápido, ele deve acessar sem problemas a esmagadora maioria de sites e serviços da web e consegue oferecer mais recursos do que rivais como o Firefox Focus, também focado em privacidade.

O legal do DuckDuck Go Browser é que ele é personalizável: você pode decidir quando ele vai proteger você mais ou menos, quando vai reter cookies, quando um site é confiável. Além disso, suas principais ferramentas estão sempre à mão, e ele é bonito, discreto e bastante funcional.

A parte ruim está associada justamente ao seu caráter privado: a impossibilidade de reter muitas informações faz com que ele não seja um navegador indicado a quem precisa manter histórico, tampouco para quem quer compartilhar informações entre o navegador usado no mobile e aquele usado no computador.

Isso, porém, é mais uma característica que vai ao encontro da sua proposta do que uma falha. Então, o veredito é que o DuckDuck Go Browser pode ser, no mínimo, o segundo navegador instalado em seu celular, com funções mais interessantes do que o modo privado do Chrome ou do Samsung Internet Browser e sem consumir muitos recursos.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.