Vendas da Apple sofrem queda pela primeira vez desde 2003

Por Redação | 26 de Abril de 2016 às 19h50

Pela primeira vez desde 2003, as vendas da Apple tiveram uma queda. Nesta terça-feira (26), a empresa fundada por Steve Jobs anunciou seus resultados financeiros do segundo trimestre fiscal de 2016. A revenda dos produtos Apple ficou em US$ 50,6 bilhões e o lucro líquido foi registrado em US$ 10,5 bilhões. Em comparação ao mesmo período do ano passado, a Apple alcançou US$ 58,01 bilhões em lucros e US$ 13,57 bilhões correspondentes a vendas de 61 milhões de iPhones.

A margem bruta também caiu este ano para 39,4%, comparada aos 40,8% do mesmo período um ano atrás. As vendas de Macs tiveram uma queda de 600 mil em relação ao ano passado, indo de 4,6 milhões para 4 milhões. As de iPads também sofreram queda, de 12,6 milhões de unidades para 10,3 milhões.

Segundo o CEO da Apple, Tim Cook, a empresa se saiu muito bem, considerando o momento econômico difícil para a área da tecnologia nos Estados Unidos.

Para o terceiro trimestre fiscal do ano, a Apple projeta uma revenda entre US$ 41 bilhões e US$ 43 bilhões, com uma margem bruta entre 37.5% e 38%. As despesas com operação devem ficar entre US$ 6 bilhões e US$ 6,1 bilhões, com uma estimativa de taxas de 25,5%.

O mercado internacional da Apple continua contando como uma grande parte da presença da empresa, atingindo 67% da revenda durante o último trimestre. Além disso, a empresa anunciou que a mesa de diretores autorizou um programa de retonro de capital de US$ 50 bilhões. Até o final de março de 2018, a companhia espera gastar mais de US$ 250 bilhões no seu programa de retorno de capital.

Via Mac Rumors, Apple Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.