Vendas da Apple sofrem queda pela primeira vez desde 2003

Por Redação | 26 de Abril de 2016 às 19h50

Pela primeira vez desde 2003, as vendas da Apple tiveram uma queda. Nesta terça-feira (26), a empresa fundada por Steve Jobs anunciou seus resultados financeiros do segundo trimestre fiscal de 2016. A revenda dos produtos Apple ficou em US$ 50,6 bilhões e o lucro líquido foi registrado em US$ 10,5 bilhões. Em comparação ao mesmo período do ano passado, a Apple alcançou US$ 58,01 bilhões em lucros e US$ 13,57 bilhões correspondentes a vendas de 61 milhões de iPhones.

A margem bruta também caiu este ano para 39,4%, comparada aos 40,8% do mesmo período um ano atrás. As vendas de Macs tiveram uma queda de 600 mil em relação ao ano passado, indo de 4,6 milhões para 4 milhões. As de iPads também sofreram queda, de 12,6 milhões de unidades para 10,3 milhões.

Segundo o CEO da Apple, Tim Cook, a empresa se saiu muito bem, considerando o momento econômico difícil para a área da tecnologia nos Estados Unidos.

Para o terceiro trimestre fiscal do ano, a Apple projeta uma revenda entre US$ 41 bilhões e US$ 43 bilhões, com uma margem bruta entre 37.5% e 38%. As despesas com operação devem ficar entre US$ 6 bilhões e US$ 6,1 bilhões, com uma estimativa de taxas de 25,5%.

O mercado internacional da Apple continua contando como uma grande parte da presença da empresa, atingindo 67% da revenda durante o último trimestre. Além disso, a empresa anunciou que a mesa de diretores autorizou um programa de retonro de capital de US$ 50 bilhões. Até o final de março de 2018, a companhia espera gastar mais de US$ 250 bilhões no seu programa de retorno de capital.

Via Mac Rumors, Apple Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.