Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

TikTokers processam os EUA para evitar o banimento do app no país

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 16 de Maio de 2024 às 12h05

Link copiado!

Douglas Ciriaco/Canaltech
Douglas Ciriaco/Canaltech
Tudo sobre TikTok

A briga entre os Estados Unidos e o TikTok acaba de ganhar novos participantes, pois um grupo de oito TikTokers (criadores que produzem conteúdo na plataforma chinesa) entrou com um processo contra o governo estadunidense. O intuito da ação é tentar impedir a lei sancionada em abril pelo presidente Joe Biden e, consequentemente, evitar o banimento da rede social no país — as informações são do jornal The Washington Post.

Criadores dependem da plataforma

Após a decisão dos EUA que obriga a ByteDance (dona do TikTok) a vender a operação do aplicativo no país para uma empresa norte-americana em até nove meses, a gigante chinesa se encontra em uma decisão complicada. A própria companhia entrou com uma ação no início de maio para impedir o banimento, e está claro que ela não está sozinha em sua defesa.

Continua após a publicidade

O grupo de oito criadores de conteúdo abriu o processo tendo como principal argumento que a lei sancionada viola os direitos da Primeira Emenda da Constituição do país. Segundo o documento, a lei “proíbe todo um meio de comunicação e todo o discurso transmitido por esse meio, embora a grande maioria desse discurso esteja protegida”.

Os autores do processo esperam impedir que o TikTok seja banido nos EUA e que a ByteDance simplesmente feche a plataforma no país. Como os TikTokers dependem da rede social para gerar receita, essa situação pode significar perdas financeiras significativas para muitos deles.

Segundo o grupo, a plataforma de vídeos serve como um meio de expressão e conexão com milhões de pessoas, além de servir como fonte de renda. De acordo com o jornal The Washington Post, o TikTok está cobrindo os honorários advocatícios dos criadores.

EUA ainda é o principal centro do TikTok

É importante destacar que os Estados Unidos é o país com a maior quantidade de usuários do TikTok. Segundo o serviço de estatísticas Statista, há mais de 150 milhões de pessoas ativas na rede social na região. Já o Brasil está na terceira posição com 99 milhões, atrás da Indonésia que tem cerca de 126 milhões de usuários. Vale lembrar que na China a população utiliza outra versão do TikTok, o Douyin, com alcance de mais de 750 milhões de pessoas.

Agora só resta aguardar pelos próximos capítulos para ver se o TikTok realmente será expulso dos EUA.

Fonte: The Washington Post