Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

TikTok lança Notes, app de fotos rival do Instagram

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 17 de Abril de 2024 às 11h42

Link copiado!

Douglas Ciriaco/Canaltech
Douglas Ciriaco/Canaltech
Tudo sobre TikTok

O TikTok lançou a sua nova rede social com o objetivo de rivalizar com o Instagram. O TikTok Notes começou a ser liberado em versão para Android e iOS em mercados selecionados — mais especificamente Canadá e Austrália. A nova rede social do conglomerado ByteDance será focada em publicações de fotos em um estilo similar ao Instagram e ainda não está disponível no Brasil.

O app de fotos do TikTok

Na semana passada, o TikTok começou a informar o público que o TikTok Notes seria lançado em breve e que o histórico de publicações de imagens na plataforma poderia ser transferido para a nova rede.

Continua após a publicidade

A proposta da empresa é aproveitar a base de usuários do app de vídeos curtos para o lançamento do novo produto, com o cadastro automático das pessoas e a transferência do legado de posts.

Na notificação enviada na última semana, a plataforma pedia que cada usuário definisse se gostaria ou não que suas antigas publicações no TiKTok fossem compartilhadas no TikTok Notes. “Se preferir não exibir os seus posts públicos com fotos do TikTok no TikTok Notes, desabilite essa opção agora”, informava o recado.

Como dito anteriormente, o novo app de fotos do TikTok não está disponível no Brasil. Questionado pelo Canaltech, o TikTok confirmou o lançamento do aplicativo, mas não deu qualquer previsão de chegada ao Brasil.

"Como parte do nosso compromisso contínuo de inovar a experiência do usuário no TikTok, estamos explorando novas formas para proporcionar à nossa comunidade meios para criar e compartilhar sua criatividade com fotografias e textos num espaço dedicado a esses formatos."

Mais novidades do TikTok

Além da rede social focada em fotos, o TikTok prepara outras iniciativas para competir com seus concorrentes de mercado. Entre elas, a plataforma começou a incentivar a produção de vídeos mais longos para combater a hegemonia do YouTube nesse segmento.