Qualcomm anuncia redução no preço das licenças de suas tecnologias

Por Ramon de Souza | 26 de Abril de 2018 às 15h48
TUDO SOBRE

Qualcomm

A Qualcomm anunciou que adotará uma medida drástica para resolver de vez as diversas disputas que a companhia vem enfrentando com fabricantes parceiras — incluindo a Apple, que, desde janeiro do ano passado, está tentando processá-la em US$ 1 bilhão. No intuito de acalmar os ânimos, a marca de semicondutores vai reduzir o preço-base para cálculo das licenças de uso de seus componentes para US$ 400.

Até então, sempre que uma empresa resolvesse usar, por exemplo, um chipset da linha Snapdragon em seu celular, os royalties à Qualcomm eram calculados de acordo com o preço de venda do gadget. Isso fazia com que topos de linha naturalmente tivessem um custo muito maior com taxas de licenciamento, algo que começou a ser encarado como uma prática abusiva e desonesta.

Com a nova proposta, não importa se o smartphone for vendido por US$ 999 ou US$ 600 — o licenciamento sempre será calculado por, no máximo, US$ 400. A medida deve permitir que os custos se mantenham atraentes para quem trabalha com gadgets baratos, ao mesmo tempo em que alivia os bolsos das marcas focadas em high ends (como a Maçã e a Samsung, por exemplo).

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Obviamente, essa estratégia pode reduzir um pouco o lucro bruto da Qualcomm, mas esse parece ser um preço baixo a se pagar para acabar de forma amigável um processo que pode custar US$ 1 bilhão.

Fonte: Reuters, Apple Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.