Vale a pena assinar o LinkedIn Premium?

Por André Lourenti Magalhães | 22 de Novembro de 2020 às 09h00
Reprodução/Bloomberg
Tudo sobre

LinkedIn

Saiba tudo sobre LinkedIn

Ver mais

LinkedIn Premium é o serviço de assinatura paga do LinkedIn. Apresenta benefícios exclusivos divididos em diferentes planos: Career, para oportunidades de emprego; Business, para indivíduos que queiram novas conexões e promover seus negócios; Sales, para gerenciamento de leads e ferramenta de vendas; e Recruiter Lite, para encontrar candidatos para as potenciais vagas disponíveis por uma empresa.

Entre os benefícios, estão a possibilidade de enviar mensagens para contatos que não estão adicionados em sua rede, conferir quem visitou seu perfil, acesso a videoaulas, entre outras opções. Quer saber se o LinkedIn Premium vale a pena para você? Saiba mais sobre o serviço abaixo!

LinkedIn Premium: vantagens disponíveis e preços

A assinatura do LinkedIn Premium destaca o perfil do usuário ou da empresa de diferentes formas dentro da rede. Cada um dos planos oferecidos atende a um tipo de demanda, desde procurar por oportunidades de emprego a recrutadores. Veja mais detalhes:

Career

A conta Premium Career é voltada para quem está procurando emprego na plataforma. Os assinantes podem utilizar três créditos do InMail, que funciona para enviar mensagens a contatos que não estão adicionados na rede. Além disso, ao acessarem uma vaga de emprego, é possível comparar seu perfil com a média dos outros candidatos. A plataforma consegue filtrar as melhores oportunidades de acordo com sua formação e competências descritas no perfil.

Outros recursos disponíveis são a possibilidade de navegação anônima em outros perfis e a descoberta de quem visitou o seu próprio perfil nos últimos 90 dias, incluindo a origem do acesso. Por fim, a assinatura dá acesso ao LinkedIn Learning, plataforma com cursos online em diferentes áreas. O valor mensal é de R$ 39,99.

Business

O plano Premium Business é voltado para profissionais que querem aumentar suas conexões no mercado de trabalho ou divulgarem a própria empresa ou serviço. O limite de mensagens do InMail é elevado para 15, e os usuários podem visualizar perfis de forma ilimitada – na versão gratuita, há um limite para a visita de perfis que vão além do 1º grau na plataforma.

Outros dois recursos do plano para carreiras individuais são encontrados aqui: a possibilidade de descobrir quem viu seu perfil nos últimos 90 dias e o acesso a cursos do LinkedIn Learning. Por fim, há ainda um recurso para visualizar estatísticas sobre empresas, trazendo tendências de negócios e contratações. O Premium Business é oferecido por R$ 79,99 ao mês na assinatura anual.

Visão geral do LinkedIn Premium (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Sales Navigator

O Sales Navigator funciona como uma ferramenta de vendas dentro da plataforma. Nele, profissionais de vendas possuem acesso a uma interface exclusiva com alertas e estatísticas. A assinatura permite um controle maior de clientes e de leads, contatos que podem se tornar potenciais consumidores de um serviço ou produto. Inclui, também, os recursos Premium do plano Career. É disponibilizado por R$ 239,99 ao mês na assinatura anual.

Recruiter Lite

O serviço é voltado para recrutadores. Traz um mecanismo avançado de busca que auxilia profissionais de RH na busca por novos talentos para uma empresa, gerenciando o banco de candidatos e acompanhando perfis. Com o plano, é possível realizar todo o processo de recrutamento usando a extensa base de usuários do LinkedIn. O valor é de R$ 574,99 ao mês no plano anual.

LinkedIn Learning

Por fim, o LinkedIn Learning possui um serviço premium por assinatura. Os benefícios incluem todas as vantagens do Premium Career, acesso a toda a biblioteca de vídeos e cursos, acompanhado de ferramentas de monitoramento. O serviço é oferecido por R$ 49,99 ao mês.

LinkedIn Premium: vale a pena?

Planos são voltados para diferentes demandas (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Para descobrir se o serviço vale a pena, é preciso pensar em dois fatores. Primeiro, em qual plano se encaixa mais com suas necessidades. Em segundo lugar, é necessário levar em conta o seu tempo de uso com a rede social. Caso utilize diariamente em busca de conexões e oportunidades de emprego, a assinatura pode trazer boas vantagens. Se o LinkedIn não faz parte de sua rotina diária com frequência, talvez seja melhor manter a versão gratuita.

Novos assinantes possuem direito a um mês gratuito do serviço. Nesse caso, uma opção interessante é utilizar o período gratuito para conhecer os recursos.

Você já assinou o LinkedIn Premium? Comente sua experiência!

Fonte: LinkedIn 

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.