Foxconn já está pronta para retomar produção depois de problemas com coronavírus

Por Felipe Junqueira | 23 de Março de 2020 às 20h45
The NY Post
Tudo sobre

Foxconn

Saiba tudo sobre Foxconn

Ver mais

Maior montadora de iPhone do mundo, a Foxconn anunciou que já conseguiu preencher todas as vagas para atingir a demanda antes de começar a produção da próxima linha, que deve ser anunciada pela Apple no segundo semestre deste ano.

Em um comunicado emitido no sábado, 21, a empresa informou que a meta de contratações conseguiu o número esperado de trabalhadores para “demanda sazonal” em boa parte das fábricas na China. Isso depois de ter ficado com cerca de 50% da força de trabalho durante os meses de fevereiro e boa parte de março, de acordo com o diretor-executivo da companhia, Young Liu, disse a investidores recentemente.

A força de trabalho e a produção reduziram em meio ao surto causado pelo novo coronavírus, que começou na China e agora se espalha por todo o mundo, tendo sido classificado como pandemia. Por conta disso, a Foxconn anunciou uma série de medidas para proteger os funcionários, incluindo os testes de mais de 55.000 trabalhadores para verificar a presença do novo coronavírus no sangue, e 40.000 raios-x dos pulmões.

Com a produção retomando o ritmo esperando, a Foxconn acredita que atinge o pico de unidades produzidas por dia antes de julho, para então começar a fabricação dos novos iPhone 12. Enquanto isso, as ações da companhia caíram 4,7% nesta segunda-feira, mais do que a bolsa de Taiwan para dispositivos eletrônicos. O aumento dos casos de COVID-19 nos Estados Unidos e Europa explicam, ao menos em parte, esse baque mais acentuado nas ações da fabricante.

Fonte: Nikkei Asian Review

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.