Facebook perde apoio do PayPal na associação de desenvolvimento da Libra

Por Claudio Yuge | 05 de Outubro de 2019 às 14h05
ecommerce brasil
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

O Facebook pretende lançar a digital Libra - cujo desenvolvimento foi liderado pela rede social junto com um pool de companhias - e a carteira digital Calibra em 2020. Mas, no que depender de vários parceiros, a estreia deve ficar comprometida. Isso porque, após as críticas de vários governos e autoridades, empresas que fazem parte da Libra Association estão deixando a organização. Depois de Visa e Mastercard, agora é a vez do PayPal.

A Libra Association é uma organização que visa estabelecer os parâmetros da moeda digital. A entidade tem uma nítida função de também assegurar a participação de parceiros fortes, o que, teoricamente, ajudaria na aceitação. Mas, depois do feedback negativo desde o anúncio da Libra, muitos grupos estão reavaliando a participação.

(Imagem: Divulgação/Facebook)

"O PayPal tomou a decisão de renunciar sua participação na Libra Association neste momento para continuar concentrando-se no avanço de nossas missões e prioridades de negócios existentes, enquanto nos esforçamos para democratizar o acesso a serviços financeiros para populações carentes", disse um porta-voz, em um comunicado."Continuamos apoiando as aspirações de Libra e esperamos continuar com o diálogo sobre maneiras de trabalhar juntos no futuro."

Vale destacar que o governo dos EUA quer que Mark Zuckerberg e Sheryl Sandberg, do Facebook, testemunhem sobre o Libra PayPal (PYPL), uma das 28 empresas e organizações sem fins lucrativos, incluindo o Facebook, definidas como "membros fundadores" da Associação Libra.

Tim Cook também critica a Libra

A Apple anunciou no começo do ano uma nova frente de carteira digital, pagamentos móveis e crédito para consumidores com o Apple Card, em parceria com o banco Goldman Sachs. Em entrevista ao jornal francês Les Echos, a companhia falou sobre a possibilidade de lançar sua própria moeda e criticou a Libra.

"Não (temos a intenção de lançar uma moeda própria). Acho realmente que uma moeda deve ficar nas mãos dos países. Não me sinto à vontade com a ideia de um grupo privado desenvolver uma moeda competitiva. Uma empresa privada não deveria estar tentando obter poder dessa maneira."

Facebook responde

"Essa jornada para construir uma rede geracional de pagamentos como o projeto Libra não é um caminho fácil", disse Dante Disparte, chefe de políticas e comunicações da Libra Association, em comunicado oficial.

“Reconhecemos que a mudança é difícil e que cada organização que iniciou essa jornada terá que fazer sua própria avaliação dos riscos e recompensas de se comprometer a ver a mudança que Libra promete." Disparte adiantou que os demais participantes da Libra Association planejam se reunir em 10 dias e que 1,5 mil outras empresas manifestaram interesse em ingressar no grupo.

Fonte: CNN, The Verge  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.