Apple estaria pressionando gravadoras para retirarem músicas do Spotify

Por Redação | 04 de Maio de 2015 às 12h13

O serviço de streaming de música da Apple, que ainda não chegou a ser lançado, está sendo alvo de uma investigação do Ministério da Justiça dos Estados Unidos. As alegações sugerem que a empresa poderia estar pressionando as gravadoras para que não disponibilizem mais músicas para serviços gratuitos como Spotify e Deezer.

Se confirmada, a prática da Maçã poderia enfraquecer a concorrência quando o serviço de streaming da empresa fosse realmente lançado. Assim, com um mercado mais carente e sem grandes vantagens no segmento gratuito, a Apple conseguiria fazer o seu serviço decolar sem grandes dificuldades.

De acordo com as fontes, a investigação já teria interrogado executivos da indústria musical que supostamente teriam tido conversas com a Apple. Um dos ouvidos pelo Ministério da Justiça norte-americano chegou a dizer que "esses caras querem cortar gargantas".

O Spotify, um dos mais populares serviços de streaming de músicas do mundo, atualmente possui 60 milhões de ouvintes, sendo que apenas 15 milhões deles são assinantes pagos da plataforma. Assim sendo, caso a indústria musical resolvesse diminuir o catálogo de músicas oferecido aos usuários gratuitos de serviços de streaming, empresas como o Spotify receberiam um forte golpe que certamente influenciaria as receitas oriundas de publicidade.

A Apple é dona da maior loja eletrônica de música, o iTunes, e possui uma ampla experiência no segmento. Caso as gravadoras resolvessem derrubar os serviços freemium do Spotify e outras empresas, a Apple estaria em uma posição privilegiada para lançar o seu próprio serviço, que poderia trazer uma quantidade considerável de conteúdo exclusivo.

As alegações contra a Apple também incluem o YouTube e, de acordo com a investigação, Cupertino teria oferecido a Universal Music o pagamento da taxa de licenciamento de músicas do YouTube caso a gravadora impedisse que as suas produções fossem para o site do Google.

A expectativa é que o serviço de streaming de músicas da Apple seja anunciado em junho durante a WWDC. O serviço foi desenvolvido juntamente com a Beats Music, que foi comprada pela companhia de Cupertino em 2014.

Fonte: The Verge

Fonte: http://www.theverge.com/2015/5/4/8540935/apple-labels-spotify-streaming

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.