Tablets Android superam iPad em número de remessas, afirma IDC

Por Redação | 02 de Maio de 2013 às 17h40
photo_camera Zoom Digital

Somente no primeiro trimestre de 2013, as remessas mundiais de tablets praticamente duplicaram e, mesmo com a liderança da Apple no setor, fabricantes asiáticos que produzem tablets mais baratos foram responsáveis por parte significativa desse crescimento. É o que afirma o último levantamento do setor produzido pela IDC. Ao todo, foram distribuídos 49,2 milhões de tablets no mundo inteiro no período, representando aumento de 142,4% em comparação ao mesmo período de 2012.

A distribuição do iPad, da Apple, no primeiro trimestre correspondeu a 19,5 milhões de unidades, aumento de 65,3% em relação ao ano anterior. Empresas como Samsung, Microsoft, Amazon e Asus também apresentaram crescimento no mercado de tablets durante o período analisado, mas fabricantes menores que produzem equipamentos de baixo custo foram o grande destaque em crescimento no primeiro trimestre.

"Não há dúvida de que o crescimento está na extremidade inferior do mercado", afirmou à Reuters Ryan Reith, analista da IDC. "São 80 a 100 vendedores distribuindo marcas sem nome em todo o mundo — e esses são apenas os que podemos ter uma noção". No primeiro trimestre, a remessa de tablets sem o logo de grandes fabricantes aumentou para 15,5 milhões de unidades e corresponde a um terço de todo o mercado.

O crescimento do setor de tablets de baixo custo também ajudou a impulsionar a plataforma móvel do Google, o Android, e pela primeira vez, o sistema operacional superou o iPad em remessas. Ao todo, 56,5% dos tablets comercializados no período são Android, enquanto apenas 39,6% rodam o iOS. Os tablets que rodam o Windows RT ou Windows 8 correspondem a 3,7% de todos os tablets distribuídos no mundo.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.