Qual a diferença entre bioma e ecossistema?

Qual a diferença entre bioma e ecossistema?

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 19 de Dezembro de 2021 às 17h00
Mission Blue/Tobias Zimmer/Shawn Heinrichs

Embora bioma e ecossistema sejam comumente confundidos, eles são conceitos diferentes da ecologia. Mas qual a diferença entre bioma e ecossistema? Bom, enquanto o bioma se refere ao conjunto de animais e vegetais em grandes dimensões, o ecossistema diz respeito a rede de interações dessas comunidades vivas com o meio ambiente.

Um bioma é definido pelas características ambientais em comum, como os padrões climáticos, geologia e tipo de vegetação encontrados em determinada região. Já o ecossistema considera a troca dos seres vivos com os elementos abióticos (não-vivos) do seu entorno como o solo, água, atmosfera e assim por diante. A seguir, saiba, exatamente, qual a diferença entre bioma e ecossistema.

O que é um bioma?

O bioma um grupo de animais e plantas que podem ser identificados em determinada região. Mais do que isso, esses seres vivos compartilham das mesmas condições geoclimáticas e apresentam histórias similares de mudanças, o que resulta em uma biodiversidade própria.

A Mata Atlântico é um dos biomas brasileiros, cujos animais e plantas compartilham das mesmas características geoclimáticas (Imagem: Reprodução/Jose Eduardo Camargo/Pixabay)

Diferentemente de um ecossistema, um bioma está mais concentrado em seu meio físico, isto é, na fisionomia de determinada área, principalmente a cobertura vegetal presente nela. Ele pode ser compreendido como uma grande área de vida formado por diversos ecossistemas — unidades menores — que se apresentam de maneira homogênea.

Diferentes partes do mundo podem apresentar um mesmo bioma. Por exemplo, as florestas tropicais, que configuram um tipo de comunidade ecológica, está presente tanto na América do Sul quando no sudeste asiático. Nele, estão presentam plantas e animais adaptados ao clima quente e úmido.

Os biomas do mundo são classificados nos seguintes perfis:

  • Aquático;
  • Tundra alpina e ártica;
  • Floresta tropical;
  • Floresta temperada;
  • Deserto;
  • Pastagem/Pampa.

No entanto, como os biomas são forjados a partir de seu meio geológico e climático, eles podem apresentar definições mais específicas. No Brasil, existem seis tipos de biomas:

  • Amazônia;
  • Mata Atlântica;
  • Cerrado;
  • Caatinga;
  • Pampa;
  • Pantanal.

Além de forneceram recursos naturais, os biomas são ambientes de grande riqueza natural para o planeta. A Amazônia é considerada a maior diversidade biológica da Terra — cerca de 15% de todas as espécies animais e vegetais se encontram nela.

O mapa de biomas brasileiros revela a grande abrangências dessas áreas (Imagem: Reprodução/IBGE)

Portanto, um bioma pode ser entendido como uma grande comunidade de organismos que compartilham características comuns ao ambiente em que vivem — em grandes extensões. Ele é o resultado da respostar dos seres vivos às condições de clima e de terreno.

O que é ecossistema?

Um ecossistema pode ser encarado como uma unidade funcional ou, então, um sistema no ambiente onde os elementos vivos (bióticos) e não-vivos (abióticos) estão em permanente interação, sendo estável, equilibrado e autossuficiente.

Os recifes de corais são um exemplo de um ecossistema, onde suas espécies trocam energias com seu meio ábiótico (Imagem: Reprodução/Tom Fisk/Pexels)

Os componentes abióticos são o meio ambiente, constituído pelos elementos químicos e físicos como o ar, a água, o solo e os minerais dos quais os seres vivos interagem para se alimentar, respirar e viver.

Justamente por ser definido pela rede de interações entre os organismos, bem como a troca desses seres com seu ambiente, o ecossistema pode apresentar qualquer tamanho — embora jamais maior do que um bioma. Por isso, é comum que diversos ecossistemas possam existir em um mesmo bioma.

Esquema do ciclo do nitrogênio em um ecossistema, que começa a ser pelas plantas até chegar aos organismos decompositores (Imagem: Reprodução/Domínio Público)

Por exemplo, no bioma da Mata Atlântica podem ser encontrados ecossistemas onde plantas e animais são característicos das condições geológicas e climáticas dessas pequenas áreas. São exemplos de ecossistemas dentro deste bioma:

  • Floresta ombrófila densa;
  • Mata de araucária;
  • Campos de altitude
  • Restinga;
  • Manguezais.

Cada ecossistema é único, mas cada um deles possui componentes ativos relacionados a cadeia alimentar (onde ocorrem as trocas de energia), são eles:

  • Produtores: são os elementos que produzem seu próprio alimento a partir dos elementos abióticos do seu entorno. Um belo exemplo são as plantas que adquirem sua energia pela fotossíntese;
  • Consumidores: estes componentes dependem exclusivamente dos produtores para obterem seus alimentos e, portanto, energia. Os animais são um exemplo de consumidores em um ecossistema;
  • Decompositores: basicamente, são os organismos que convertem toda a matéria orgânica em solo, como as bactérias e fungos.

Vale ressaltar também a diferença entre um ecossistema e um habitat. Enquanto o primeiro se refere a relação entre todos os organismos com determina área, o segundo diz respeito ao espaço no qual determinada espécie animal, planta ou qualquer outro ser vivo habitat.

Fonte: Sciencing; IBGE

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.