Publicidade

Novo método de sequestro de CO2 promete triplo de eficiência

Por| Editado por Patricia Gnipper | 12 de Março de 2023 às 14h00

Link copiado!

bilanol/envato
bilanol/envato

Um novo método de remoção e armazenamento do gás carbônico presente na atmosfera foi proposto por cientistas da Universidade de Lehigh, nos Estados Unidos. A técnica sugaria o composto da atmosfera e o transformaria em bicarbonato de sódio para ser depositado nos oceanos, garantindo até três vezes a eficiência dos métodos atuais.

Enquanto outras formas de remover dióxido de carbono da atmosfera podem ser caras, como é o caso de máquinas que sugam a substância da atmosfera, a nova abordagem se mostra uma alternativa segura e barata. Ela utiliza uma resina orgânica com cobre em sua composição e apresentou nas pesquisas uma capacidade de altíssima absorção do gás de efeito estufa.

Continua após a publicidade

Ainda em fase de testes, os resultados empolgaram os pesquisadores. Arup Sengupta, principal autor do estudo, publicado na revista Science Advances, afirma que “a simples habilidade de capturar CO2 em uma quantidade tão grande em um volume tão pequeno de material é um aspecto único do nosso trabalho.”

Além de remover o gás da atmosfera em alta quantidade, o estudo inova na solução que propõe para sua destinação final. A armazenagem do gás carbônico após sua remoção é um grande desafio e o que vem se fazendo é estocá-lo em poços vazios de petróleo ou gás natural. Com a adição de alguns químicos à sua resina, os pesquisadores podem transformar o CO2 em bicarbonato de sódio e lançá-lo na água do mar.

Novas tecnologias dividem opiniões

Continua após a publicidade

Alguns cientistas se mostram inseguros com o foco de pesquisas em tecnologias como a de remoção de carbono do ar pois sentem que esse tipo de solução é apenas paliativa, deixando de tratar da problemática das emissões. Estes grupos temem que esforços governamentais — e também mudanças de comportamento pela própria população — sejam reduzidos.

Outro grupo, porém, pensa que a situação da Terra exige medidas práticas, como a do estudo em questão. Klaus Lackner, professor de engenharia da Arizona State University e pioneiro no campo de sequestro de carbono, afirmou em depoimento à BBC que o momento que o planeta passa exige tais esforços, além das reduções propriamente ditas.

Fonte: Science Advances Via: BBC