Publicidade

Antigo vulcão submarino ainda ativo ajuda a incubar ovos de arraias

Por| Editado por Luciana Zaramela | 20 de Julho de 2023 às 16h10

Link copiado!

NOAA/Wikimedia Commons
NOAA/Wikimedia Commons

Em uma nova expedição, pesquisadores canadenses descobriram um vulcão submarino quase um quilômetro e meio abaixo da superfície na costa do Pacífico. Por manter a água ao seu redor aquecida, o local se tornou adequado para que criaturas do mar deixassem seus ovos.

Antes da expedição, a comunidade científica pensava que o vulcão estava extinto e a águas em seu entorno era gelada. Os pesquisadores ficaram ainda mais surpresos quando se depararam com uma arraia da espécie Bathyraja spinosissima colocando ovos no cume.

"É um lugar realmente especial no topo de um lugar realmente especial", afirma a bióloga marinha Cherisse Du Preez, investigadora principal da expedição. Conforme conta, os ovos encontrados eram grandes, com cerca de 0,5 m de diâmetro.

Continua após a publicidade

Em vídeo, os pesquisadores conseguiram o registro de uma fêmea da espécie Bathyraja spinosissima colocando os ovos.

A epécie em questão habita as profundezas, habitando profundidades entre 800 a 2.900 m na costa oeste da América do Norte e Central. Anteriormente, o Canaltech já trouxe à tona algumas das novas espécies encontradas nas profundezas do oceano.

"A água morna provavelmente acelera o período de gestação dos ovos, resultando em arraias jovens mais bem-sucedidas. O cume raso do monte submarino é quase um jardim de coral e um berçário seguro para eles cresçam antes de descerem para as profundezas", completou Du Preez.

Continua após a publicidade

Vulcões submarinos já conhecidos pela ciência

Existem vários vulcões submarinos já conhecidos. Um exemplo é o Axial Seamont, localizado na costa leste dos EUA, a cerca de 470 km da costa da cidade de Oregon, fazendo parte de uma cordilheira meso-oceânica a mais de 1.400 metros de profundidade. Desde sua base ao topo do cume, ele alcança até 1.100 metros de altura.

Outro vulcão submarino que intriga os cientistas é o Brothers, que fica no Oceano Pacífico, no Arco Kermadec e apresenta um contorno com dimensão de 13 km por 8 km, além de uma caldeira com 3 km de largura e laterais com até 500 metros de altura.

Também podemos citar o Ahyi, um grande vulcão em formato de cone localizado a 18 km das Ilhas Marianas, no Oceano Pacífico. Seu cume se eleva até 137 metros acima do mar, e a primeira atividade do vulcão só foi percebida em 2011.

Continua após a publicidade

Tubarões conseguem habitar cratera de vulcão submarino ativo

Mas não é a primeira vez que vemos animais se aproveitando de um vulcão submarino. Em 2022, imagens de satélite mostraram que o Kavachi, localizado nas Ilhas Salomão, entrou em atividade mais uma vez. Os cientistas ficaram surpresos, na época, com tubarões que habitavam sua cratera.

Justamente por causa de sua população excêntrica de tubarões-martelo (Sphyrna spp) e tubarões-seda (Carcharhinus falciformis), o vulcão submarino em questão ficou conhecido como “Sharkcano”.

Fonte: Ocean Networks CanadaIUCN, Live Science