Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

170 trilhões de partículas plásticas estão poluindo os oceanos, indica estudo

Por| Editado por Patricia Gnipper | 08 de Março de 2023 às 18h51

Link copiado!

stokkete/envato
stokkete/envato

Um levantamento feito pelo 5 Gyres Institute estima que a poluição por plásticos no oceano tenha chegado a 171 trilhões de partículas. O estudo sugere que o número tenha aumentado mais de dez vezes entre 2005 e 2019.

A poluição plástica nos oceanos tem grandes impactos na vida marinha e está alcançado até os humanos. Foi com o objetivo de mensurar a magnitude dos danos que um grupo de cientistas analisou dados coletados de 1979 a 2019, estimando uma massa total de 2,3 milhões de toneladas de partículas plásticas nos mares no final do período.

Continua após a publicidade

Marcus Eriksen, líder do estudo, disse em entrevista à BBC que os plásticos que compõem o número na casa dos trilhões são tanto os recém-descartados como aqueles que já se decompuseram em partes menores. Em 2005, o mesmo instituto — do qual Eriksen é co-fundador — havia calculado 16 trilhões de partículas no oceano.

A pesquisa usou 12 mil pontos de amostragem nos oceanos Pacífico, Atlântico e Índico, além de locais específicos como o Mar Mediterrâneo. Os autores também fizeram uma extensa revisão de estudos anteriores e até de trabalhos não publicados de outros cientistas para garantir um resultado preciso e abrangente.

Uma hipótese levantada pelos pesquisadores para explicar o rápido aumento na última década é a falta de tratados mandatórios de limitação de uso de plásticos. A adoção voluntária de boas práticas neste sentido fez com que muitos países fossem tolerantes com este tipo de poluição.

Se a situação presente é preocupante, o futuro pode ser ainda pior: os cientistas estimam que até 2040 a massa total de plástico nos oceanos pode mais que dobrar, se medidas urgentes não forem adotadas. “Nós claramente precisamos de soluções que funcionem,” diz Lisa Erdle, que também assina o estudo.

Na última semana, a ONU aprovou um tratado para a proteção da biodiversidade marinha em águas internacionais e um acordo com obrigações legais de reduzir a produção e uso de plásticos está em debate atualmente.

Fonte: BBCCNN