Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Rochas formadas por plástico são descobertas em ilha no Espírito Santo

Por| Editado por Patricia Gnipper | 25 de Janeiro de 2023 às 19h19

Link copiado!

Imagem: Fernanda Avelar Santos/Reprodução
Imagem: Fernanda Avelar Santos/Reprodução

Estudo de pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR) encontrou uma nova consequência da poluição de ambientes costeiros e marinhos, rochas com plástico em sua formação. A descoberta — feita na Ilha de Trindade, no Espírito Santo — mostra que a escala dos impactos humanos na Terra está se estendendo a seus ciclos geológicos.

De acordo com o artigo publicado pelos cientistas no periódico especializado Marine Pollution Bulletin, rochas idênticas às naturais, porém com plástico em sua composição, foram encontradas na região do Parcel das Tartarugas. Como sugere o nome, essa área, localizada na ilha a 1.140 de Vitória, abriga inúmeros ninhos de tartarugas-verdes.

Continua após a publicidade

Fernanda Avelar Santos, doutoranda em Geologia na UFPR, afirma que a equipe encontrou diferentes tipos de detritos plásticos, análogos às rochas convencionais. Entre elas estão os plastiglomerados — assim como as rochas sedimentares, são formados pela deposição gradual de minerais e plásticos — descobertos no Havaí, em 2014. Outra formação é a dos plastitones, rochas ígneas — formadas pelo resfriamento de lava vulcânica — com incrustações de plásticos.

“Além disso, observamos piroplásticos, descritos pela primeira vez na costa da Inglaterra”, relata a pesquisadora. Estes objetos não são rochas de fato, e sim plástico derretido e ressolidificado que assumiu aparência semelhante a das pedras. Análises de laboratório revelaram que os materiais possuem, no máximo, duas décadas de existência.

A Ilha de Trindade é um ecossistema frágil que abriga, além das tartarugas, aves marinhas, peixes e recifes de corais. Para os especialistas, a descoberta de plástico nos minerais desse ambiente é característica do período geológico chamado Antropoceno, um novo tempo geológico em que a humanidade é um fator ativo nas transformações dos sistemas naturais.

Fonte: Marine Pollution Bulletin Via: Ciência UFPR