Como fazer backup e restaurar arquivos no seu Mac utilizando o Time Machine

Por Luciana Zaramela

Usuários do sistema Mac OS X possuem uma ferramenta poderosíssima para backup de dados e programas: o Time Machine, ou Máquina do Tempo, implementada no sistema desde a versão 10.5. Além de fazer o backup propriamente dito de tudo que se encontra no computador em determinado momento, esse utilitário permite ao usuário "viajar no tempo" e voltar a momentos específicos do sistema, para verificar o que existia no computador em determinada data.

Mas, antes de citar o Time Machine como uma máquina do tempo propriamente dita, devemos ter em mente que, mais cedo ou mais tarde, iremos precisar de um backup de dados.

Os motivos são vários: a aquisição de uma nova máquina, formatação do computador, malware, acidentes, furtos, roubos, entre vários outros fatores que acarretam na perda de dados importantes. E a ferramenta é uma excelente maneira de criar cópias de segurança para restauração posterior.

Leia também: Formatando seu Mac: instalação do Mountain Lion pelo pendrive de boot

Utilizando o Time Machine pela primeira vez

Para entrar no Time Machine, (ou Máquina do Tempo, se você usa o OS X em português), basta acessar sua pasta de aplicativos e encontrá-lo lá. Mas, antes de começarmos a falar de seu funcionamento, é necessário ter um disco (HD externo) de backup em mãos, de preferência do mesmo tamanho ou maior que o HD do computador.

Você pode até começar a fazer o backup em uma unidade externa com capacidade de armazenamento menor que a de seu disco rígido atual, mas à medida que for usando a máquina e "enchendo" seu HD de arquivos, será necessário comprar uma unidade de backup com mais espaço para o Time Machine.

De posse de um HD externo com espaço suficiente para fazer o backup de seus dados, basta conectá-lo ao computador para abrir o Time Machine e configurar o modo de operação. O programa é simples e fácil de usar, além de ser extremamente intuitivo.

Logo da primeira vez que você conectar um HD externo ao Mac, o sistema irá perguntar se você deseja utilizar a unidade como backup. Você pode deixar para decidir isso depois, se preferir. Nas preferências do Time Machine, você tem as seguintes opções:

  • Ligar e desligar o backup automático de dados;
  • Selecionar o disco a ser utilizado;
  • Exibir o status do Time Machine na Menu Bar.
Time Machine

Para começar a usar o programa, mova a chave para a posição ON. A máquina irá preparar o backup de seus dados, bem como do sistema operacional, para criar uma cópia de segurança completa. Isso pode levar vários minutos, portanto, a dica é realizar o primeiro backup quando o computador estiver ocioso. Depois que a primeira cópia for realizada, o Time Machine passará a acessar o disco externo para fazer pequenas atualizações no backup, de hora em hora.

Exclua itens e faça backup somente do que deseja

Apesar de ter poucas opções de configuração, o Time Machine permite a você escolher aquilo que deseja, ou melhor, excluir o que não precisa. Para excluir alguns itens de seu backup, basta ir até as Preferências do Sistema e acessar o Time Machine por lá.

Leia também: Formatando seu Mac: saiba como proceder com o clean install do Mountain Lion

Ao clicar nas Opções do programa, você poderá adicionar arquivos, pastas e até mesmo unidades inteiras na lista de exclusão (clique no sinal '+', no canto inferior esquerdo da janela, para escolher os arquivos e programas). Assim, da próxima vez, o backup será feito contendo apenas aquilo que você deseja.

Time Machine

Verifique o status de seus backups

Note que na menu bar, próximo ao relógio do sistema, o ícone do Time machine irá aparecer, indicando que você já utilizou ou abriu o programa. Ao clicar neste ícone, você verá um menu indicando quando foi feito seu último backup, além das opções de fazer um novo backup, entrar no Time Machine e abrir suas preferências.

Time Machine

Se o ícone se apresentar com um ponto de exclamação ao centro, significa que algum problema ocorreu com o último backup. Nesse caso, basta clicar em "Back up now" para iniciar um novo backup e trazer tudo de volta ao normal.

Hora de restaurar

Se você é cuidadoso e mantém suas cópias de segurança sempre atualizadas, ponto para você. Na hora de restaurar o que precisa usando o Time Machine, não vai ter nenhuma dor de cabeça.

O primeiro passo é entrar nessa máquina do tempo para navegar por todos os arquivos, pastas e programas guardados. Para isso, basta abrir a pasta de Aplicativos e acessar o Time Machine (ou acessá-lo diretamente pelo Dock ou pela Menu Bar, caso presente).

Time Machine

Bem-vindo ao túnel do tempo! A régua à direita indica as datas em que foram feitos os backups.

Ao entrar no programa, o computador se transforma em um tunel do tempo. Do lado direito, você navega pelas datas em que fez backups. Na parte inferior, você tem as opções de cancelar a sessão ou restaurar determinado programa ou arquivo no computador atual, além, é claro, da indicação da data em que você estiver navegando.

Clique em qualquer dia ou mês do medidor à direita e pronto: você fará uma viagem pela máquina até chegar no momento desejado, podendo navegar pelo sistema de arquivos e verificar como é que estava nesta data. As setas para cima e para baixo que aparecem na tela nada mais são que um facilitador para sua navegação.

Ao navegar pelos arquivos, você pode escolher qualquer um deles para restaurar em sua máquina atual (a mesma que fez o backup) ou em um computador formatado ou novo. Enquanto faz a viagem pelo tempo, você não pode abrir os aplicativos ou arquivos, mas pode previsualizar, pelo Quick Look (pressionando a barra de espaço), vários itens que desejar.

Time Machine

Ao selecionar um arquivo ou pasta no Time Machine, basta clicar em 'Restore' para restaurar.

Assim que você encontrar o item desejado, basta clicar no botão Restore/Restaurar. Você sairá imediatamente do túnel do tempo e dará de cara com seu desktop atual, para restaurar o item escolhido a uma pasta ou diretório de sua preferência.

Também é possível restaurar arquivos feitos pelo Time Machine sem necessariamente entrar no aplicativo. Pelo Finder ou pelo Desktop, você acessa o disco em que estão armazenados os dados de backup e arrasta os itens desejados para os locais corretos. Mas, para isso, é necessário entender a estrutura do sistema e não confundir copiar com restaurar.

Time Machine

Note que é possível navegar pelas pastas datadas pelo Time Machine e explorar tudo o que foi armazenado dentro delas. Não se assuste se, ao abrir uma pasta recente, seus arquivos ou programas estiverem desaparecidos. Isso é normal, afinal, depois do primeiro backup, o Time Machine mostra que é inteligente e apenas atualiza suas pastas. Ele não copia tudo o que existe em seu computador cada vez que for acionado.

Sendo assim, você pode restaurar, automática ou manualmente, cada item de que sentir falta. Basta ter feito o backup e voilá! — seus arquivos, fotos, músicas e aplicativos estarão prontos para uso novamente.

Restaurar o sistema completo depois de formatar o Mac

O Time Machine pode ser a tábua da salvação para aqueles que decidiram formatar suas máquinas ou trocar de disco rígido. Isso porque é possível, a partir de uma máquina nova ou formatada, restaurar todos os arquivos, pastas e aplicativos contidos no sistema anterior. Afinal, o Time Machine faz uma cópia de tudo que seu sistema precisa para funcionar, incluindo arquivos ocultos, preferências de programas, e itens da pasta Library.

Dica: se for formatar o computador, faça o backup e use o seu HD de backup assim que abrir o instalador do Mac OS X. Ao inserir o DVD ou pendrive de boot, selecione a opção Utilities -> Restore System from Backup e aguarde — pode levar horas e horas para que seu sistema seja totalmente restaurado.

Time Machine

O Time Machine pode trabalhar com drives na rede ou drives de backup compartilhados, embora não seja aconselhável. O melhor é dedicar um HD externo única e exclusivamente ao Time Machine — e recorrer a ele sempre que precisar.