WayDroid promete fazer apps de Android rodarem sem engasgos dispositivos Linux

WayDroid promete fazer apps de Android rodarem sem engasgos dispositivos Linux

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 30 de Julho de 2021 às 12h05
Kham Tran/Visualhunt

Quando alguém instala uma distribuição alternativa do Linux no celular, passa a ter a capacidade de rodar tanto programas do PC quanto softwares para Android — mas há um porém: são poucos os apps mobile otimizados para rodar em distros do pinguim. Por isso, usuários tendem a apelar para soluções de terceiros para executar softwares.

Uma alternativa interessante em desenvolvimento neste momento é o WayDroid. Essa solução coloca o sistemas baseados no Android em um contêiner para rodar aplicações destinadas ao sistema do robozinho em basicamente qualquer distribuição Linux focada em dispositivos móveis.

Contudo, o WayDroid brilha ao utilizar o mesmo kernel que o sistema operacional do celular (o Linux) e isso permite que os aplicativos do Android interajam diretamente com o hardware durante a execução. Naturalmente, quanto menos agentes intermediários ou processamento via software, melhor o desempenho do aplicativo (em troca de maior demanda de recursos).

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O WayDroid é compatível com sistemas equipados com a plataforma Halium 9, como Ubuntu Touch ou Droidian, contudo também pode rodar em dispositivos com SOs construídos diretamente sobre um kernel Linux, como o Manjaro, do PinePhone, e o PureOS, do Librem 5. Ainda assim, ele não é compatível com absolutamente todas as distros Linux para mobile que existem por aí.

WayDroid também roda no PC

Outro benefício introduzido pela construção do WayDroid é a sua capacidade de rodar no desktop. Por ser compatível com distros mobile de Linux, essa mesma capacidade também pode ser refletida para sistemas instalados em PCs.

De certa forma, isso dá ao usuário de sistemas Linux uma capacidade semelhante à do Windows 11. Aplicativos para Android podem rodar de forma simplificada, sem precisar de máquinas virtuais — uma alternativa bem mais amigável para o usuário, já que não precisa alocar recursos nem lidar com a virtualização de um sistema.

Ainda em desenvolvimento

Segundo publicações de um dos desenvolvedores feita no Twitter, um dos objetivos do WayDroid é deixar a experiência o mais imperceptível possível. Futuramente, o software deve conseguir eliminar a interface Android da equação e permitir que apps rodem como se fossem programas nativos em qualquer distribuição de Linux.

Um problema que existe no WayDroid atualmente, por exemplo, é a falta de uma camada de emulação. Esse modelo sofre com as limitações de cada arquitetura de CPUs — dispositivos convencionais rodam apenas códigos em x86, enquanto aparelhos com ARM são capazes de rodar apenas ARM. Felizmente, os desenvolvedores da plataforma estão cientes deste problema e esperam implementar uma solução no futuro, aproveitando componentes introduzidos no subsistema Android para Windows 11.

Antes que você vá correndo buscar o WayDroid, vale o aviso: o programa ainda está em desenvolvimento, então bugs e problemas devem acontecer com frequência. Para se ter uma ideia, até sua instalação é consideravelmente complicada neste momento.

Você pode encontrar o WayDroid a partir de um repositório de código do GitHub. Lá, ele ainda é identificado como anbox-halium, um antigo apelido utilizado para simbolizar sua finalidade (sem qualquer relação com o Anbox original). Se achar o projeto importante, considere contribuir com a campanha de financiamento coletivo dos desenvolvedores.

Fonte: Linux Smartphones

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.