Google transforma o Maps em um playground para jogos de realidade aumentada

Por Rubens Eishima | 16 de Junho de 2020 às 17h00
Google
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

Dois anos após anunciar os primeiros games com sua plataforma de realidade aumentada, o Google finalmente disponibilizou o serviço para todos os desenvolvedores de jogos. Estúdios de todos os tamanhos poderão utilizar os recursos do Google Maps para integrar o mundo real em suas criações.

O anúncio dos primeiros jogos aconteceu em 2018. Desde então, 10 games utilizaram o serviço, que possibilita recursos como os encontrados no Pokémon Go.

De acordo com o Google, as ferramentas podem ser entendidas em questão de minutos, com um kit de desenvolvimento pronto para integração na plataforma de criação Unity. Como o recurso utiliza o serviço Google Cloud, é preciso antes fazer um cadastro para a cobrança do uso de recursos de processamento na nuvem.

Um dos exemplos citados pela empresa foi o do Krikey, que transformou o jogo de tabuleiro Wingspan em uma experiência em realidade aumentada:

O serviço do Google oferece recursos para reduzir o processamento (e, por tabela, o custo), diminuindo o nível de detalhes em áreas distantes do jogador. Além disso, a própria ferramenta escolhe os melhores lugares para integrar o game, o que pode evitar situações constrangedoras e até perigosas.

A empresa informou que até mesmo jogos já existentes podem integrar os novos recursos de localização. O primeiro passo é consultar a documentação do serviço, e, depois, botar a mão na massa.

Fonte: Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.