WWDC 2021: confira todas as novidades anunciadas pela Apple

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 07 de Junho de 2021 às 18h38
Divulgação/Apple

A Apple realizou nesta segunda-feira (7) a abertura da WWDC 2021, a sua conferência anual dedicada a desenvolvedores e na qual ela apresenta as principais novidades em termos de software para o público.

Entre as novidades, destaca-se o anúncio oficial do iOS 15 e suas novidades, funções avançadas na câmera, Apple Maps com reforço de realidade aumentada e maior virtualização, além de novidades quanto aos demais sistemas dos iGadgets. Confira agora um resumo com os principais anúncios feitos pela Apple na WWDC 2021.

iOS 15

O iOS 15 foi finalmente confirmado pela Apple e a fase Beta dedicada aos desenvolvedores começa agora mesmo. O sistema deve ganhar um Beta público já no próximo mês e, apesar de não ter ganhado nenhuma grande novidade, está repleto de pequenas adições que consolidam a proposta da Apple de um sistema focado cada vez mais na praticidade do usuário.

Apple Facetime

O FaceTime foi um dos recursos que mais recebeu novidade. Ele ganhou suporte para o Áudio Espacial da Apple e promete conversas mais claras, como se o contato estivesse fisicamente com você.

Videochamadas ficarão mais naturais com o áudio espacial (Imagem: Divulgação/Apple)


Além disso, as videochamadas da Apple emprestaram uma série de recursos de rivais como Google Meet, Zoom e Facebook, e agora destacam quem fala em uma chamada em grupo, permite links diretos para reuniões (e que funcionam também via web para Android e Windows) e podem ter o plano de fundo borrado.

O sistema Share Play, da Apple, também foi integrado ao comunicador e permite que você escute músicas, assista a filmes e compartilhe tela com seus contatos de maneira rápida e prática. É uma “watch party” básica que funciona com serviços como Disney+, TikTok e HBO Max e tem suporte para picture-in-picture.

Shared with You

Este é o “Pocket da Apple” e que funciona com links recebidos via Mensagens, tem seção dedicada a ele no Apple News e trabalha também com Apple Music, Fotos, Safari e Apple TV. A ideia é facilitar o acesso a tudo o que compartilham com você e também salvar links que você encontra pela internet.

Fotos

O grande destaque fica por conta do Live Text, um sistema estilo Google Lens capaz de ler e extrair informações textuais presentes em imagens ou na câmera (como nome de um restaurante ou um número de telefone).

Reconhecimento de texto também funciona com capturas da tela (Imagem: Divulgação/Apple)

Outra novidade que merece lembrança (literalmente) são as Memórias: recurso estilo à função de mesmo nome do Google Fotos, ele cria coleções automáticas com imagens e vídeos antigos guardados no app de fotos do iOS. Este recurso até monta um clipe, com música e tudo, para embalar os registros do passado.

Notificações inteligentes

Agora é possível marcar seu estado como "não perturbe" no mensageiro da Apple a fim de não receber notificações quando você precisar manter o foco. Seus contatos serão avisados sobre essa condição e, caso haja alguma urgência, podem enviar uma notificação ao seu dispositivo mesmo assim.

AirPods

Quem usa um AirPod terá um reforço significativo com áudios direcionados e uma camada reforçada de isolamento de ruído externo. As novidades incluem ainda suporte aprimorado ao recurso Find My, que agora avisa quando os fones de ouvido ficam a uma distância considerável um do outro (algo capaz de evitar que você perca um item do par sem perceber). O Spatial Audio da Apple agora também funciona em AirPods pareados a computadores com macOS e a dispositivos Apple TV (tvOS).

Apple Maps

Procurando encurtar a distância para o rival do Google, o Apple Maps agora traz mais detalhes de ruas e estabelecimentos, ampliando a virtualização das representações feitas no mapa. Isso, garante a Maçã, deve ajudar os motoristas a entenderem melhor os recursos viários à sua disposição enquanto se locomovem de carro. O Maps agora tem um sistema de realidade aumentada que também aprimora a navegação de quem anda a pé pela cidade.

Miniaturas fazem pontos turísticos parecerem partes de maquetes (Imagem: Reprodução/Apple)

Safari

Prometendo melhor experiência de navegação com uma só mão, o Safari também foi atualizado pela Apple nesta segunda. A grande novidade aqui é o recurso chamado Tab Group, que agrupa guias abertas e oferece sincronização aprimorada com outros dispositivos do ecossistema da Maçã, como iPads e Macbooks. Além disso, o navegador agora tem suporte para extensões no iOS e pode ter a tela inicial personalizada.

Novas guias do Safari se parecem com o novo visual do Firefox (Imagem: Reprodução/Apple)

Clima e Notas

Para os atentos ao tempo, o app de clima foi remodelado no iOS 15 para dar mais destaque às informações. O Clima recebeu novas animações, mais elementos para apresentar a previsão desejada e papeis de parede que representam o local pesquisado. Ademais, o Maps também dá uma força, com mapas dinâmicos que ilustram a temperatura, chance de precipitação e outros detalhes.

Mapas mostrarão zonas de calor, chance de precipitação emais detalhes ilustrados (Imagem: Reprodução/Apple)

Nesse contexto de renovação, o Notas também recebeu uma bela recauchutada. O aplicativo está com visual mais condizente com os demais apps da Apple, permite anotações rápidas pelo “Quick Notes” e anotações com a Apple Pen no iPad, enquanto no iPhone recebeu marcações para mencionar colegas e notificá-los em arquivos compartilhados e as tags, para categorizar cada um dos blocos.

Privacidade

A privacidade tomou grande espaço na apresentação. Para a Apple, o direito à privacidade deveria ser universal e essa visão se reflete em seus produtos. Por isso, a companhia otimizou o reconhecimento de fala que coubesse dentro do iPhone por padrão, livrando os usuários de enviar suas falas para os servidores e, em paralelo, reduzindo a latência significativamente.

O aplicativo de e-mail também foi reforçado com o Mail Privacy Protection, camadas extras em segurança que responsáveis por evitar tentativas de monitoramento por parte do remetente. Ademais, o App Tracking Transparency agora é acompanhado pelo App Privacy Report, um painel que apresenta em detalhes como os aplicativos autorizados a acessar recursos do sistema (câmera, microfone, arquivos pessoais, fotos e contatos) aproveitaram a permissão nos últimos sete dias, bem nos moldes do Painel de Privacidade do Android 12.

iCloud+

A assinatura do iCloud também se tornou mais vantajosa. O serviço agora é composto pelo que a Apple chama de iCloud+, que integra o Hide My Email, melhorias para o HomeKit Secure Video, um serviço de reforça a segurança e privacidade durante a navegação web e o Private Relay, que mascara a origem de acessos e o encaminhamento de pacotes da navegação, como um serviço de VPN. O melhor disso tudo? O pacote completo será oferecido aos atuais assinantes do iCloud sem qualquer custo adicional.

iPadOS 15

Como de costume, o iPadOS acompanhará o iOS e chega também à versão 15. Nela, o sistema de tablets da Apple receberá recursos valiosos que darão ao usuário mais espaço para multitarefas, uma biblioteca de aplicativos (igual a do iPhone) e várias das adições do sistema operacional de celular, incluindo a grande repaginada do FaceTime e o Live Text, para analisar conteúdo e texto a partir da câmera.

iPadOS 15 recebeu recursos do iOS 14 (Imagem: Divulgação/Apple)

Ainda em produtividade, o iPadOS recebeu um poderoso modo “Não perturbe” para ajudar a se concentrar nas tarefas. O app de tradução também foi reforçado, agora com melhor aproveitamento de tela. Para programadores, o Swift Playgrounds chegou oficialmente ao tablet, permitindo que código seja preparado diretamente dele e enviado para a App Store sem precisar de um computador.

Se isso tudo não for o bastante, também há o Universal Control (ou “Controle Universal”, em tradução livre). O recurso permite que usuários utilizem o mesmo teclado e mouse para controlar um iPad e um Mac, iMac ou Macbook, como se ambos fossem a mesma máquina. Com o recurso, além de navegar de forma ininterrupta, arquivos podem ser transferidos de um dispositivo para o outro com o simples arrastar do mouse.

watchOS 8

O watchOS 8 aprimora tudo que era bom nas versões anteriores e acrescenta funções interessantes para o vestível. O sistema de relógios foi recheado com ferramentas para melhorar a detecção do bem-estar, unindo os vários recursos já existentes nele em relatórios mais completos.

watchOS 8 foi anunciado na WWDC 2021 (Imagem: Divulgação/Apple)

As fotos mais memoráveis também ganharão espaço no Apple Watch. O smartwatch utiliza inteligência artificial para reconhecer rostos nas fotos tiradas em iGadgets e destacá-las na tela principal. Tudo que há de bom no Fotos foi sincronizado ao vestível, incluindo as coleções e Memórias. O compartilhamento de arquivos não ficou de fora e, com a atualização, usuários poderão enviar itens pelo Messages e e-mail navegando apenas pelo relógio graças ao novo Share Sheet.

macOS Monterey

Para embarcar os computadores e deixá-los na mesma página que os demais sistemas, o macOS Monterey foi anunciado pela Apple. O software não é lá muito diferente do seu antecessor, o macOS Big Sur, mas não deixa o PC da Maçã para trás, introduzindo nele as mesmas novidades presentes no iPadOS e no iOS: FaceTime, modo sem distrações, Universal Control e por aí vai.

macOS Monterey é o novo sistema da Apple para computadores (Imagem: Divulgação/Apple)

A evolução da integração é um grande destaque, mas os softwares da companhia foram adaptados para as telas maiores. As novidades do Apple Maps também estão no macOS, assim como o Live Text, iCloud+ e o áudio espacial (para dispositivos compatíveis) graças ao CPU Apple M1.

tvOS 15

Na mesma linha que o macOS Monterey está o tvOS 15, sem grandes adições exclusivas, mas que acompanha os sistemas irmãos na introdução de recursos e na evolução da integração. A novidade mais especial, por sua vez, estaria no áudio espacial, ideal para acompanhar um bom filme devido a precisão no direcionamento do som.

As melhorias do FaceTime também chegaram aqui, incluindo a valiosa adição do SharePlay, para assistir filmes, séries, ouvir uma boa música ou espelhar a tela ao lado dos amigos em videochamada. Atualmente, o sistema já está no beta 1 destinado aos desenvolvedores.

Curtiu as novidades da WWDC 2021? Deixe sua opinião.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.