iOS ganha rastreador nativo de COVID-19 na nova versão 13.7 Beta

Por Ramon de Souza | 26 de Agosto de 2020 às 21h00
Reprodução/MacRumors
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

A Apple pegou muita gente de surpresa ao lançar, nesta quarta-feira (26), a versão Beta do iOS 13.7 v17H33, compilação que deve ser a última a ser distribuída antes da chegada do aguardadíssimo iOS 14. Curiosamente, a principal novidade da atualização é a integração nativa do sistema operacional às notificações de exposição à COVID-19 desenvolvida pela Maçã em parceria com o Google.

A partir de agora, não será mais necessário que o usuário instale um aplicativo dedicado para receber notificações no caso de exposições acidentais ao novo coronavírus (SARS-CoV-2), já que o próprio sistema operacional vai emitir os alertas se você permitir. No Brasil, o software oficial que emprega o sistema é o Coronavírus — SUS, mas a API (conjunto de aplicações) também é usada no Reino Unido (NHS Test and Trace), por exemplo.

A Maçã já havia avisado que a liberação da API para governos era a “fase um” de sua estratégia para combater a proliferação do SARS-CoV-2. Agora, a companhia entra na “fase dois”, integrando o recurso nativamente no sistema operacional para aumentar a sua adoção pela população geral — que, na maioria das vezes, nem sequer tem conhecimento a respeito dos softwares desenvolvidos pelas autoridades.

“O iOS 13.7 permite que você opte pelo sistema de Notificações de Exposição COVID-19 sem a necessidade de baixar um aplicativo. A disponibilidade do sistema depende do suporte da autoridade de saúde pública local”, explica a companhia no changelog oficial da atualização. O update pesa 2,93 GB e está disponível para inscritos no Apple Developer Program.

Fonte: 9to5Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.