iOS 15 agora também limita a exibição de propagandas em apps da Apple

iOS 15 agora também limita a exibição de propagandas em apps da Apple

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 03 de Setembro de 2021 às 12h57
Rubens Eishima/Canaltech

O iOS tem uma política bem rígida quanto ao encaminhamento de propagandas personalizadas — o usuário pode até receber, mas ele deve consentir no momento da inicialização do app. A Apple defendeu que até seus aplicativos seriam afetados pelas normas do App Tracking Transparency (ATT), mas só recentemente começou lançar solicitações para ligar anúncios aos usuários do iOS 15.

Até o momento, publicidade personalizada de apps da Maçã é habilitada por padrão nesses dispositivos, como apontou o site 9to5Mac. Para desabilitar os anúncios especiais (e, por consequência, o monitoramento), o usuário precisava navegar dentro do menu de Configurações até encontrar opções sobre propaganda bem escondidas.

A decisão teria custado caro à Apple, já que outras companhias notaram os privilégios dados aos apps do ecossistema da casa. Ao mesmo tempo que aplicativos de terceiros precisam solicitar e torcer para que o usuário ache válido compartilhar os próprios dados, a Apple não fazia isso com seus programas — essa vantagem, obviamente, foi parar na justiça.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Propagandas direcionadas na App Store tomam como base os downloads do usuário (Imagem: Reprodução/9to5Mac)

Em março deste ano, foi na França que a Apple teve que encarar uma das acusações sobre a prática. “A Apple reserva-se o direito de escolher quem é ‘parceiro’ e quem é ‘terceiro’ de forma arbitrária, característica que pode mudar com o tempo, sem que o usuário seja informado da mudança”, alega a denúncia da France Digitale, representante de um grupo de startups do país.

Melhor prevenir do que remediar

O envio da solicitação para encaminhar propagandas personalizadas, portanto, pode ser uma forma de prevenir imbróglios mais sérios. A medida pode não ter sido rápida o suficiente, então ainda há a chance de a fabricante ser levada aos tribunais.

Para complementar, a App Store do iOS 15 agora está recheada de links informativos sobre as “recomendações personalizadas” — também baseadas nos hábitos dos usuários e seus downloads. Se o usuário aceita ou recusa a publicidade direcionada, ele pode reajustar as configurações a partir do menu de Configurações.

Por enquanto, o iOS 15 não tem data de lançamento, mas sua estreia em versão final está bem próxima de acontecer, já que é prevista para setembro ou outubro deste ano.

Fonte: 9to5Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.