Papa Francisco deve se reunir nesta sexta (15) com Eric Schmidt, CEO da Alphabet

Por Redação | 14.01.2016 às 09:39
photo_camera Divulgação

Duas autoridades dos universos tecnológico e religioso podem se encontrar em breve. De acordo com informações do jornal britânico The Guardian, o Papa Francisco vai se reunir nesta sexta-feira (15) com Eric Schmidt, antigo CEO do Google e atual presidente da Alphabet, a holding que controla a gigante das buscas.

O encontro deve durar cerca de 15 minutos e vai acontecer no Vaticano, em Roma. Segundo a publicação, os dois teriam agendado uma reunião para discutir o impacto da internet - e do Google, particularmente - na vida das pessoas em todo o mundo. Também participará do encontro o diretor do Google Ideas e ex-funcionário do Departamento de Estado dos EUA, Jared Cohen, que coescreveu junto com Schmidt um livro sobre a nova era digital, em 2013.

Francisco, atualmente com 79 anos, já manifestou sua opinião sobre a web em algumas aparições. Para o líder da Igreja Católica, a internet é uma "bênção de Deus" porque tem a capacidade de oferecer "imensas possibilidades de encontro e de solidariedade" entre seus usuários. "No mundo em que vivemos, a mídia pode nos ajudar a sentir mais perto um do outro, criando um senso de união da família humana, que por sua vez pode inspirar a solidariedade e grandes esforços para assegurar uma vida mais digna para todos", comentou em uma de suas declarações.

Outra característica é que o Papa Francisco é bastante participativo nas redes sociais. Sua conta no Twitter, a @pontifex, manda regularmente mensagens para mais de 8,4 milhões de seguidores - embora o perfil tenha sido inaugurado com Bento XVI, que renunciou ao cargo de Papa. Francisco também comanda dois Hangouts, transmitidos ao vivo do Vaticano.

Contudo, Francisco não se encontrou com muitos bilionários americanos ligados à tecnologia, principalmente porque o representante da Igreja critica fortemente o capitalismo e a desigualdade. "A nível global, vemos uma diferença escandalosa entre a opulência dos ricos e a miséria absoluta dos pobres. Não devemos ignorar o fato de que aqueles que por qualquer razão não têm acesso a meios de comunicação social correm o risco de ficar para trás", disse em seu discurso sobre a tecnologia.

Por esse motivo, o encontro de Francisco com Eric Schmidt, que detém uma fortuna avaliada em US$ 10,6 bilhões e controla a Alphabet (estimada em US$ 500 bilhões), pode render uma discussão interessante entre as duas personalidades. É provável que os dois discutam formas de ampliar o acesso da população à internet, além de causas filantrópicas das quais Schmidt está intimamente ligado.

Fonte: The Guardian