Ataques de DDoS crescem no Brasil graças a nosso despreparo quanto à segurança

Por Redação | 19.07.2017 às 07:09

Nesta semana, o Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Segurança no Brasil (CERT.br) divulgou estatísticas alarmantes quanto ao crescente aumento nas notificações de ataques de negação de serviço (DDoS) em tempos da Internet das Coisas (IoT). E o Brasil tem sido um dos mais impactados por vírus nessas plataformas, mostrando o despreparo do país quanto à cibersegurança..

Entre os dispositivos mais atacados, estão câmeras de vigilância e gravadores digitais de vídeo conectados àqueles equipamentos. De acordo com pesquisas recentes, o Brasil foi um dos países mais afetados pelo vírus Mirai, por exemplo, sendo que ataques de DDoS cresceram 138% em 2016, em comparação com o ano anterior, somente no nosso país.

Vírus como o Mirai são capazes de infectar sistemas e tirar sites do ar, como aconteceu com o provedor de serviços de internet Dyn, que, no ano passado, derrubou sites como Twitter, Netflix, CNN e Reddit, além de afetar um provedor francês e o site de um jornalista de segurança. E o que mais preocupa com relação ao Mirai é fato de ele não ser nada sofisticado - ou seja, um vírus que se aproveita de erros fúteis, como senhas fracas e sistemas desatualizados, é capaz de causar esse nível de dano.

Para o especialista e segurança digital Altieres Rohr, outro fator preocupante é a questão do uso de dispositivos antigos que já não aceitam mais as atualizações mais recentes de seus sistemas. Isso acontece porque, no Brasil, a tecnologia custa caro, sendo que boa parte dos produtos que usamos são fabricados no exterior, chegando aqui com custos elevados. Então, a renovação tecnológica em nosso país acaba acontecendo mais lentamente do que em outras nações, e, com isso, a população fica exposta a vulnerabilidades.

Fonte: G1