Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

ChatGPT Plus volta a receber novas assinaturas

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 15 de Dezembro de 2023 às 10h10

Link copiado!

Mojahid Mottakin/Unsplash
Mojahid Mottakin/Unsplash

Após um período de interrupção na solicitação de novas assinaturas devido à alta demanda nos servidores, o ChatGPT voltou a receber inscrições para o plano pago que dá acesso ao modelo de linguagem GPT-4, mais avançado que o GPT-3.5 disponível para não assinantes, e permite a consulta com informações atualizadas na web. O anúncio foi feito pelo CEO da OpenAI, Sam Altman, em um post na plataforma X (antigo Twitter).

Na publicação, Altman agradece a paciência do público e informa que o chatbot de IA reativou a seção de novas assinaturas. Nas últimas semanas, as pessoas podiam apenas deixar o nome em uma fila de espera para contratar o serviço e não havia a liberação imediata para o ChatGPT Plus.

Continua após a publicidade

ChatGPT fora do ar

Logo que o CEO da OpenAI anunciou o retorno das inscrições para o serviço de assinatura do ChatGPT nesta semana, o chatbot passou por um período de instabilidade — durante 40 minutos, a ferramenta de IA ficou fora do ar no final da tarde de quarta-feira (13).

Não foi a primeira vez que o chatbot se mostrou indisponível para o público. O mês de novembro foi especialmente caótico para o serviço, com pelo menos dois grandes "apagões" nos dias 8 e 11.

A grande demanda pelos recursos do ChatGPT Plus, segundo relatou o próprio Altman em um comunicado divulgado à eṕoca, obrigaram a companhia a pausar a contratação de novas assinaturas por algumas semanas, . A decisão foi tomada com o objetivo de assegurar que os assinantes continuassem a ter acesso à ferramenta sem interrupção ou lentidão.

Continua após a publicidade

Mercado agitado

Enquanto isso, outras empresas do setor de tecnologia apresentaram novos modelos para concorrer com o ChatGPT. O Google, por exemplo, revelou o Gemini com uma proposta em três tamanhos para aplicação em diferentes casos. Já a Microsoft, investidora majoritária na OpenAI, apresentou sua solução própria no desenvolvimento de IA com o Phi-2.