Publicidade

CES 2024 | Siemens e Microsoft querem levar IA generativa ao setor industrial

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 11 de Janeiro de 2024 às 16h31

Link copiado!

Divulgação/Siemens
Divulgação/Siemens
Tudo sobre Microsoft

A Siemens trouxe mais detalhes na CES 2024 sobre a parceria com a Microsoft para criar o Siemens Industrial Copilot, assistente de IA voltado para a indústria de manufatura. A intenção da empresa é aumentar a produtividade no setor, preencher lacunas de mão de obra qualificada e integrar um projeto de criar um “metaverso industrial”, de acordo com o CEO Roland Busch.

O novo Copilot combina tecnologias do OpenAI Service do Microsoft Azure e da plataforma digital de negócios Xcelerator, da Siemens. Com a promessa de agilizar processos industriais e mudar o setor, o assistente é capaz de acelerar a geração de códigos, otimização de serviços e processos de depuração — tarefas que levam semanas poderiam ser resumidas a horas e minutos, de acordo com a companhia. 

Continua após a publicidade

A parceria entre ambas as empresas foi anunciada em outubro do ano passado. Na ocasião, o CEO da Microsoft, Satya Nadella, disse que era uma “oportunidade única de acelerar a inovação em todo o setor industrial com a nova geração de IA”. 

O CEO da Siemens, Roland Busch, disse em nota que “isso tem o potencial para revolucionar a forma em que as empresas criam, desenvolvem, fabricam e operam. Ampliar a disponibilidade da colaboração entre humanos e máquinas permite que engenheiros acelerem o desenvolvimento, aumentem a inovação e resolvam a escassez de mão de obra qualificada”.

Siemens vai usar headset de realidade mista da Sony

A apresentação durante a feira de tecnologia em Las Vegas, EUA, ainda contou com o anúncio de uma parceria com a Sony para usar o novo headset de realidade mista da fabricante. O dispositivo conta com uma tela OLED com resolução de 4K e permite interagir com objetos 3D, indicado para engenheiros durante a criação de conceitos de design.

Continua após a publicidade

Todas as novidades seguem o projeto de “metaverso industrial” estabelecido pela empresa. Roland Busch explica o termo: “nós vemos o metaverso industrial como um mundo virtual que é quase indistinguível da realidade, permitindo que as pessoas — junto com a IA — colaborem em tempo real para resolverem desafios do mundo”.