Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Novo plástico biodegradável pode ser comido por animais marinhos

Por| Editado por Luciana Zaramela | 07 de Novembro de 2023 às 09h51

Link copiado!

Naja Bertolt Jensen/Unsplash
Naja Bertolt Jensen/Unsplash

Há menos plásticos flutuando nos oceanos do que se pensava. Ainda assim, não deixa de ser uma grande preocupação mundial. Com essa questão em mente, pesquisadores da The University of Tokyo criaram um plástico biodegradável que pode ser comido por animais marinhos.

A promessa desse novo material plástico é que pode ser decomposto mais facilmente, tanto em fábricas de reciclagem quanto na natureza. É baseado em uma classe de plástico chamada vitrímero de resina epóxi, que é resistente à temperatura ambiente, mas pode ser remodelado e moldado com um pouco de calor.

O novo plástico passou a ser chamado de VPR, e a equipe conseguiu mostrar que, mesmo que seja descartado no meio ambiente, o material ainda representa menos problema do que outros plásticos. Para isso, o grupo mergulhou o VPR em água do mar por 30 dias.

Continua após a publicidade

Nesse período, o plástico biodegradou-se em 25% e libertou moléculas que são essencialmente alimento para a vida marinha.

“O VPR é cinco vezes mais resistente à quebra. Ele também se repara 15 vezes mais rápido, pode recuperar sua forma original memorizada duas vezes mais rápido e pode ser reciclado quimicamente dez vezes mais rápido que o vitrímero típico. Ele até se biodegrada com segurança em ambiente marinho, o que é uma novidade para este material", garante a equipe, em comunicado divulgado pela própria universidade.

“Este novo material é duro, mas extensível, por isso também pode ser esperado que ele una fortemente materiais de diferentes durezas e alongamentos, como é necessário para a fabricação de veículos", acrescentam os pesquisadores.

Plástico: perigo para animais marinhos

No geral, o plástico representa uma ameaça significativa para os animais marinhos. Muitos deles confundem pedaços de plástico com alimentos, e quando ingerem, isso pode levar a problemas de saúde graves, como obstrução do trato digestivo, inanição e morte. Isso afeta animais como tartarugas, aves marinhas, peixes e mamíferos marinhos.

O material também pode conter produtos químicos tóxicos que se lixiviam na água do mar. Quando os animais ingerem plástico contaminado, podem ser expostos a substâncias químicas nocivas que afetam seu sistema imunológico e reprodutivo.

O problema é tão sério que chega a haver ilhas de plástico no oceano. Em 2022, pesquisadores descobriram que o acúmulo de microplásticos no fundo do oceano triplicou em apenas duas décadas.

Continua após a publicidade

Fonte: The University of TokyoACS Materials Letters