Seu Wi-Fi parou de funcionar? Aprenda a reconhecer problemas no seu roteador

Por Redação
photo_camera Make Use Of

Internet ruim? Conexão caindo o tempo todo? Lentidão ao acessar páginas web ou fazer download de arquivos? Quando passamos por problemas como esse geralmente a primeira ideia que temos é a de ligar para o provedor e solicitar a ajuda do suporte técnico. Mas às vezes a causa do problema pode estar em nossas casas, especialmente quando usamos equipamentos adicionais para acessar a internet.

Roteadores são equipamentos extremamente úteis, mas também podem ser a origem de boas dores de cabeça! O Canaltech mostra agora algumas dicas de como verificar possíveis indícios de mal funcionamento no seu roteador para que você possa resolvê-los – ou cogitar a troca por um aparelho novo.

Verifique as luzes do roteador

Roteadores

Os leds indicadores de um roteador sempre acendem em um padrão específico determinado pela fabricante para mostrar informações como atividade de conexão local e tráfego de internet. Verifique se as luzes estão piscando de uma forma diferente do habitual ou se alguma luz está apagada quando na verdade deveria estar acesa. Esse tipo de comportamento anômalo poder ser uma boa maneira de começar a diagnosticar quase qualquer problema com o roteador.

Outra situação possível é todas as luzes do roteador estarem apagadas, mesmo que o aparelho esteja ligado na energia. Nesse caso, verifique se o cabo de alimentação está firmemente plugado na tomada e/ou no roteador ou se ele está com algum desgaste (sempre tomando cuidado para evitar sofrer choques elétricos, é claro).

As luzes do roteador são identificadas com termos comuns como WLAN, Wireless, Internet e Online, dependendo do modelo. Consulte o manual de instruções para conhecer a identificação correta do seu aparelho.

Verifique o cabeamento

Roteadores

Além de verificar o cabo de energia, também é uma boa ideia verificar o cabo de rede (cabo Ethernet) do roteador. Apesar de usarmos com mais frequência a conexão Wi-Fi, o roteador é conectado ao modem através de um cabo Ethernet, pelo qual recebe o sinal da internet para posterior distribuição pelo ambiente.

Esse cabo pode estar velho e desgastado: com o tempo seus conectores metálicos podem enferrujar ou acumular sujeira. Também há a possibilidade de alguns dos fios de cobre internos se partirem (caso o usuário tenha o costume de dobrar excessivamente o cabo). O pequeno gancho de plástico do conector de um cabo Ethernet também se desgasta com o tempo, deixando o cabo mais folgado na porta de conexão do roteador e prejudicando a transmissão do sinal. Providenciar a troca por um novo cabo pode resolver o problema.

Resete o roteador

Roteadores

Por mais que seja chato ouvir isso do atendente de suporte, reiniciar o roteador é necessário e muitas vezes apenas esta pequena ação pode fazer a conexão com a internet voltar ao normal. Todos os roteadores possuem um pequeno botão de Reset na parte traseira, mais aprofundado para que ninguém esbarre nele. Para apertá-lo utilize um objeto pontiagudo, como uma caneta esferográfica. Com o roteador ligado, pressione este botão por alguns segundos e solte-o. As luzes da parte da frente se apagarão e se acenderão gradativamente. Após isso teste a conexão com a internet.

Outra forma bem conhecida de reiniciar um roteador é interrompendo a alimentação dele. Desconecte o cabo de energia da parte traseira do aparelho, aguarde alguns segundos e ligue novamente. Aguarde até as luzes reacenderem e tente acessar a internet novamente.

Atualize o firmware

Outro excelente procedimento para evitar ou até mesmo resolver problemas é manter o sistema que gerencia o seu roteador - o firmware - sempre atualizado. Um firmware é o software que gerencia os componentes do roteador e permite ao usuário fazer ajustes em seu funcionamento, como configuração de senha de segurança, lista de endereços MAC permitidos, entre outros. As fabricantes de roteadores sempre lançam versões atualizadas dos firmwares de seus produtos periodicamente com o intuito de corrigir bugs e adicionar recursos.

Consulte o manual de instruções do seu roteador para conhecer o procedimento de atualização do firmware e sempre procure por versões mais atualizadas do software. Na dúvida, chame um técnico para ajudar nesta tarefa.

Superaquecimento e outros problemas

Equipamentos eletrônicos aquecem naturalmente devido a passagem de corrente elétrica. Porém, um superaquecimento pode causar danos irreversíveis ao roteador. Se sua conexão Wi-Fi estiver com problemas confira se seu roteador está esquentando demais.

Em caso positivo, desligue-o da energia por um tempo e aguarde ele resfriar completamente. Depois, religue-o e veja se ele volta a funcionar. Os fabricantes recomendam que um roteador seja instalado em local bem arejado e que não se obstrua seus orifícios de ventilação. Caso o roteador continue sem funcionar, há uma grande chance de seu roteador ter queimado.

Outro problema que pode afetar o funcionamento do seu roteador e até mesmo inutilizá-lo completamente é a eletricidade estática: como acontece em outros equipamentos e no próprio computador, a eletricidade estática também pode danificar um roteador. Verifique a situação do aterramento de sua residência e caso o bastão de cobre ou a fiação estejam comprometidos - ou ainda, se você não possui aterramento em casa - não deixe de chamar um eletricista.

E se o pior acontecer?

Roteadores

Às vezes é inevitável: por mais que cuidemos bem de nosso roteador, uma hora ele vai quebrar e não será mais possível consertá-lo. Então chega a hora de providenciarmos um novo aparelho.

Caso seu provedor de banda larga tenha oferecido um roteador Wi-Fi, acione o suporte e solicite um novo aparelho. Questione se o roteador oferecido oferece suporte aos padrões mais recentes de conexão Wi-Fi 802.11 n (padrão criado em 2009) ou 802.11 ac (de 2013). Caso você mesmo opte por comprar um roteador, procure por modelos que sigam esses mesmos padrões.

Aparelhos antigos como o Linksys WRT54G, que ilustra este tutorial, são do padrão 802.11 g (padrão criado em 2003) e não são 100% eficientes para fornecer conexão aos gadgets atuais, podendo causar problemas mais cedo ou mais tarde. Assim sendo, quanto mais recente for o padrão do roteador, mais rápida eficiente será a transmissão do sinal Wi-Fi.