Samsung anuncia menor sensor de 50 MP do mundo para reduzir espessura do celular

Por Felipe Junqueira | Editado por Wallace Moté | 10 de Junho de 2021 às 12h50
Jonah Pettrich/Unsplash

A Samsung anunciou nesta quinta-feira (10) o menor sensor fotográfico de 50 MP já criado. O ISOCELL JN1 possui as mais recentes tecnologias para câmeras e tem apenas 1/2,76 polegadas, para reduzir a lombada das câmeras ou até mesmo trazer mais qualidade às selfies dos celulares.

De acordo com a fabricante, o sensor é compatível com produtos de 1/2,8 polegadas já existentes e pode ser combinado com lentes frontais, ultra wide e teleobjetivas, além das tradicionais grande-angulares utilizadas como câmera principal nos smartphones. Assim, o sensor oferece selfies altamente detalhadas de 50 MP, além de gravar vídeos em 4K e oferecer aproximação sem perder qualidade. E tudo isso enquanto reduz em até 10% a espessura de um celular.

O ISOCELL JN1 ainda traz várias tecnologias modernas dos melhores sensores fotográficos, como o Tetrapixel, que faz uma combinação de pixels e une quatro em um, resultando em imagens de 12,5 MP com pixels de 1,28 microns e mais detalhes em ambientes com pouca iluminação. Para as fotos mais comuns do dia a dia, o ISOCELL 2.0 entrega até 16% mais sensibilidade à luz.

Menor sensor de 50 MP do mundo tem apenas 1/2,76 polegadas (Imagem: Divulgação/Samsung)

Já a função Double Super PDAF usa o dobro da densidade de pixels para aumentar a velocidade de detecção do foco automático, mesmo em ambientes com até 60% menos luz. E o alcance dinâmico pode contar com o Smart ISO, que junta imagens em ISO alto e baixo para captar todos os detalhes da cena.

Com relação à capacidade videográfica, é possível captar vídeos em 4K em até 60 quadros por segundo, e vídeos slow-motion com 240 fps na resolução 1080p. Isso, porém, depende também da capacidade do dispositivo onde o sensor estiver inserido.

O site SamMobile nota que o ISOCELL JN1 não foi desenvolvido para celulares topo de linha, mas deve ser aproveitado em modelos de entrada e até alguns intermediários. A Samsung, no entanto, cita a possibilidade de uso em câmeras frontais, e neste caso poderia ser uma opção interessante para celulares mais avançados.

O sensor já entrou na fase de produção em massa e deve aparecer em smartphones nos próximos meses. Isso vai depender do interesse das fabricantes no ISOCELL JN1.

Fonte: Samsung (via SamMobile)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.