Windows | Qual a diferença entre 32 e 64 bits?

Windows | Qual a diferença entre 32 e 64 bits?

Por Matheus Bigogno Costa | Editado por Guadalupe Carniel | 14 de Fevereiro de 2022 às 14h25
Montagem: Matheus Bigogno/Canaltech

Você provavelmente já se questionou qual a diferença entre 32 e 64 bits, especialmente quando se trata de um PC Windows. O assunto fica mais em evidência quando você está avaliando comprar um computador usado, ou até mesmo quando vai baixar um software e viu que há essa distinção entre as suas versões.

Pensando nisso, o Canaltech reuniu abaixo as principais diferenças entre os dois tipos de processadores, e como você pode descobrir se o seu PC é de 32 ou de 64 bits; confira abaixo mais detalhes!

Qual a diferença entre 32 e 64 bits

Em termos práticos, a principal diferença entre 32 e 64 bits está no poder de processar uma quantidade maior de dados. Usualmente, processadores com 32 bits costumam ser mais antigos e mais lentos — e, como consequência, menos seguros. Já os processadores de 64 bits são mais novos, rápidos e seguros.

O ponto principal aqui é o número de cálculos por segundo que cada um pode realizar, o que, por consequência, aumenta a velocidade na conclusão de tarefas. Além disso, os processadores podem vir com vários núcleos (multicore) — e nesse caso, quanto mais, melhor.

Veja qual a diferença entre 32 e 64 bits (Imagem: Reprodução/Ardilu)

Na parte técnica, os processadores de 32 bits podem acessar 2³² endereços de memórias diferentes, o que dá aproximadamente 4GB de RAM (ou 3,5 GB na prática, pois parte do registro é usado para armazenar valores temporários).

Já os modelos de 64 bits podem acessar 2⁶⁴ endereços, o que dá aproximadamente 18 EB (Exabytes). Embora seja um valor muito grande, ele é apenas teórico. Vendo por esse ângulo, se um PC tem 8 GB ou 16 GB de memória RAM, é melhor que se tenha um processador de 64 bits. 

A quantidade de bits impacta diretamente em outros componentes do computador, como as placas mãe, por exemplo. Se antes elas faziam uma conexão de 32 trilhas entre o processador e a RAM, agora elas são capazes de conectar 64.

Qual PC devo comprar: 32 bits ou 64 bits?

Quando o assunto é comprar um PC usado, pode haver a dúvida se ainda vale a pena pegar um de 32 bits. É fato que, além da rapidez de processamento, o de 64 é mais seguro que o de 32.

Mas, se você não precisa de um sistema operacional 100% atualizado ou vai realizar operações que requeiram um nível maior de processamento e segurança, talvez esse seja o único caso em que valha a pena investir em um computador de 32 bits. No entanto, tenha em mente que esse modelo pode ser bastante antigo e não demorar muito a apresentar falhas.

Modelos de 64 bits também oferecem melhor desempenho gráfico, o que indica que ele será mais rápido para iniciar programas e apps, editar fotos, jogar jogos ou realizar outras tarefas rotineiras.

Não se engane, um computador de 64 bits ainda pode ser infectado por malwares. No entanto, o ponto chave em questão é que ele oferece muito mais recursos de segurança para lidar com ameaças quando comparados com um sistema de 32 bits.

Então, sempre que possível, opte por dispositivos que sejam de 64 bits, não só pelo poder de processamento em si, mas pela segurança que eles oferecem.

Como saber se meu PC é 32 ou 64 bits: Windows 7

  1. Acesse o menu "Iniciar";

  2. Clique com o botão direito sobre "Computador" e selecione "Propriedades". Caso não veja a opção, faça uma busca;

  3. Na seção "Tipo de sistema", confira o tipo de sistema.
Veja como saber se seu PC é 32 ou 64 bits no Windows 7 (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Como saber se meu PC é 32 ou 64 bits: Windows 10

  1. Acesse a aba de "Configurações" do Windows 10 e clique em "Sistema";

  2. No menu esquerdo, acesse "Sobre" e, no item "Tipo de sistema", você poderá ver se o PC é 32 ou 64 bits.
Veja como saber se seu PC é 32 ou 64 bits no Windows 10 (Captura de tela: Matheus Bigogno)

Windows 11 suporta processadores de 32 bits?

Não há muito para onde fugir, o Windows 11 é apenas compatível com processadores de 64 bits; a Microsoft abandonou as versões de 32 bits. Isso já era de se esperar, já que um dos principais requisitos do sistema operacional é o TPM 2.0 (Trusted Platform Module), que não é compatível com 32 bits. 

Embora o sistema esteja disponível apenas na versão de 64 bits, ele ainda oferece suporte a aplicativos de 32 bits. Nesse caso, opte por utilizar os de 64 bits mesmo, para evitar um eventual mau funcionamento.

A partir de agora você sabe exatamente qual a diferença entre 32 e 64 bits, e qual seu PC (Windows 7, 10 e 11) roda.

Fonte: Geeks for GeeksHelloTech, Microsoft

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.