Nvidia utiliza chips AMD Threadripper PRO em nova categoria do GeForce NOW

Nvidia utiliza chips AMD Threadripper PRO em nova categoria do GeForce NOW

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 22 de Outubro de 2021 às 11h20
Divulgação/AMD

Solução de streaming de games da Nvidia recém-lançada no Brasil, o GeForce NOW promete dar a oportunidade de jogar os títulos mais pesados do mercado a usuários que não possuem um PC potente. O serviço utiliza a própria biblioteca do jogador em plataformas como a Steam e a Origin, e opera em duas categorias: a gratuita, que por aqui possibilita até 30 minutos de gameplay, e a Prioritária, que habilita Ray Tracing e maior tempo de gameplay.

A empresa anunciou nesta semana que irá inaugurar uma terceira categoria no exterior, a "GeForce NOW RTX 3080" que, como o nome sugere, promete desempenho equivalente ao da placa topo de linha da família GeForce, graças a um novo servidor mais robusto. Surpreendentemente, em comunicado divulgado à imprensa, a AMD confirmou que será a responsável pelas CPUs utilizadas nas máquinas.

Novo GeForce NOW RTX 3080 utiliza CPUs AMD Threadripper PRO

No comunicado, a AMD revela que os GeForce SuperPODS, como a Nvidia chama os novos servidores mais poderosos, utilizarão soluções da família Threadripper PRO. A escolha seria baseada no equilíbrio que a linha oferece entre o desempenho single-core, essencial para games, e o número de núcleos, que pode chegar a até 64 nas CPUs mais robustas da linha, possibilitando a criação e gerenciamento de máquinas virtuais com mais núcleos.

A escolha das CPUs Threadripper seria resultado do alto desempenho single-core, da grande quantidade de núcleos e do barramento PCI-E 4.0 das soluções (Imagem: Reprodução/AMD)

Outro fator que teria influenciado a Nvidia a adotar os chips Threadripper é a conectividade, que inclui até 128 pistas de barramento PCI-E 4.0, importantes para a proposta do projeto, como explicou o vice-presidente e gerente geral do GeForce NOW, Phil Eisler. “Os processadores AMD Ryzen Threadripper PRO possuem a melhor CPU, memória e performance I/O para nossa carga de gaming dessa geração, ajudando a entregar um salto enorme de performance para gamers”, afirmou.

A notícia surpreende, considerando a rivalidade que AMD e Nvidia possuem no mercado de placas de vídeo, mas não é incomum, já que parcerias de concorrentes em certos segmentos são frequentes. Além disso, o acordo coloca mais pressão na Intel, normalmente a parceira do time verde em iniciativas que dependam de CPUs, que já encontra dificuldades no setor de servidores.

Novidade promete streaming em 1440P a até 120 FPS

O GeForce NOW RTX 3080 foi anunciado nesta semana, prometendo entregar gameplay com Ray Tracing em 1440P a até 120 FPS para todos os dispositivos atendidos pelo serviço, incluindo Macs e celulares selecionados, ou ainda 4K HDR a 60 FPS para usuários do Nvidia Shield TV. Em comparação, a categoria Prioritária oferece streaming em 1080P a 60 FPS, também munido de Ray Tracing.

Os GeForce SuperPODS contam com mais de 9 mil núcleos de CPUs AMD Threadripper PRO, e mais de 11 milhões de núcleos CUDA de GPUs GeForce RTX (Imagem: Nvidia)

Os servidores por trás da nova categoria são os GeForce SuperPODS, que segundo informações coletadas pelo portal Engadget, trazem poder computacional de 39,2 PetaFLOPS, ou 39.200 TFLOPs, com 8.960 núcleos de CPUs AMD Threadripper PRO, como se sabe agora, e 11.477.760 núcleos CUDA de GPUs GeForce RTX.

Cada usuário terá acesso a máquinas virtuais com CPU de 8 núcleos, 28 GB de RAM DDR4 a 3.200 MHz e GPU com 35 TFLOPs, o que a Nvidia destaca equivaler a 3 Xbox Series X.

Fonte: Nvidia, Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.