Publicidade

Novos Core i3 e i5 não devem ganhar mais núcleos na 14ª geração

Por| Editado por Jones Oliveira | 28 de Julho de 2023 às 18h30

Link copiado!

Renan da Silva Dores/Canaltech
Renan da Silva Dores/Canaltech
Tudo sobre Intel

O informante chi11eddog vazou mais especificações dos futuros processadores Intel Core Raptor Lake Refresh de 14ª geração em sua conta do Twitter. As informações batem com rumores passados e desbancam um vazamento mais antigo, que sugeria o Core i3-14100 com seis núcleos.

O vazamento basicamente confirma o que o site Benchlife já havia indicado há alguns dias. A grande mudança para a nova geração de CPUs ficará com o Core i7-14700K e a sua variante sem o sufixo "K".

Continua após a publicidade

Dessa forma, o modelo de alto desempenho terá 20 núcleos híbridos (8 de Performance e 12 de Eficiência), clock base de 3,4 Ghz e boost para 5,6 Ghz e cache L3 de 33 MB. O modelo sem o "K" teria um clock boost de 5,4 Ghz. Assim, a Intel sairia dos 16 núcleos híbridos utilizados nos Core i7-12700K e i7-13700K das gerações passadas.

O Core i3-14100/F, por sua vez, realmente não deve ter os tão sonhados seis núcleos. Essa sugestão partiu do youtuber RedGamingTech há algumas semanas, mas é muito provável que toda a linha i3 permaneça com os velhos quatro núcleos.

Também especulado para ter um aumento de núcleos, os Core i5-14600/K e i5-14400/F permanecem com a mesma contagem. O primeiro deve ter 14 núcleos (6 de Performance e 8 Eficiência) contra os 16 (8+8) especulados anteriormente. O mesmo acontece com o segundo, que deve chegar com os mesmos 14 cores (6+8) e não com 16.

Continua após a publicidade

Core i9 deve ter clock de 6,0 Ghz

A série Core i9 ficará inalterada, com os mesmos 24 núcleos híbridos (8 de Performance e 16 de Eficiência). O que muda são as frequências em boost: o modelo "K" terá até 6,0 Ghz, enquanto o modelo sem a terminação terá 5,8 Ghz. A variante i9-14900KS é especulada para lançar em 2024 com clock de 6,2 Ghz.

No mais, os processadores Raptor Lake Refresh não devem trazer mudanças tão significativas aos usuários. A frequência geral dos modelos deve aumentar em 200 Mhz e o suporte para memórias RAM DDR5 subirá para até 6.400 MT/s. Os novos modelos terão compatibilidade com o soquete LGA 1700, dispensando a necessidade de adquirir novas placas-mãe.

Continua após a publicidade

A Intel deve oficializar as CPUs durante o Intel Innovation, no dia 19 de setembro. O lançamento pode ocorrer no mês outubro para os processadores "K" e somente em janeiro para os demais.