Publicidade

4 motivos para não usar water cooler no computador

Por| Editado por Jones Oliveira | 07 de Janeiro de 2024 às 20h30

Link copiado!

Onur Binay/Unplash
Onur Binay/Unplash

Nem sempre os produtos com mais desempenho são o melhor para a sua máquina. Por mais estranho que pareça, até mesmo os melhores componentes do mundo do hardware têm seus pontos negativos e desvantagens, como os water coolers. Embora sejam muito eficientes no resfriamento do processador, essas peças são mais sensíveis a problemas e podem ser uma dificuldade para usuários mais leigos na hora da instalação.

Se você está indeciso entre usar ou não um water cooler no PC, o Canaltech listou algumas razões para passar longe desses componentes e bateu um papo com o gerente de marketing da Cooler Master no Brasil, Anderson Viana.

4. "Pouca" longevidade

Continua após a publicidade

Water coolers são peças complexas e bem mais potentes que os air coolers. No entanto, toda essa complexidade e o desempenho superior cobra um preço: a durabilidade. Muitas questões entram em cena quando falamos sobre esse assunto, mas a principal acaba sendo a bomba. Assim como uma bomba de aquário, por exemplo, essa peça é responsável por manter o líquido em movimento e acaba auxiliando no processo de resfriamento. Por conta desse trabalho intenso, o componente tem uma vida útil menor e tende a dar problemas a médio ou longo prazo.

É importante salientar que a bomba de um water cooler de boa procedência não deve dar defeito com apenas um ou dois anos de uso, mas sim ao longo do tempo. Isso difere bastante dos air coolers, que só possuem as ventoinhas para apresentarem defeitos. A bomba é praticamente insubstituível, então quando apresenta defeito é recomendado comprar um novo water cooler.

O mesmo vale para a qualidade das mangueiras. Com o passar dos anos, o líquido presente no sistema vai se dissipar pela borracha das mangueiras, fazendo com que a eficiência do water cooler seja menor e haja a entrada de ar no circuito. Esse é outro processo que demora bastante para acontecer, mas não é incomum. Para Anderson, embora esse seja um ponto negativo, os usuários precisam prestar atenção na qualidade dos water cooler e pede cautela na escolha:

"Tudo no water cooler é importante. A qualidade das mangueiras. A tecnologia empregada na bomba e a dissipação das haletas do radiador. Tudo isso conta muito. É uma sinergia de componentes".
Continua após a publicidade

3. Ruído

Por ter uma bomba fazendo a água circular e de uma a três ventoinhas presas ao radiador, os water coolers são um pouco barulhentos. Claro, não é nada comparável a um ventilador, mas essas peças tendem a emitir mais ruído que soluções a ar e podem incomodar usuários que prezam por silêncio acima de tudo.

Continua após a publicidade

2. Dificuldade para instalar

Quando o assunto é water cooler as pessoas geralmente ficam com um pé atrás para instalar esses produtos em suas máquinas. Há o receio do líquido vazar durante o processo ou o simples susto em ver um componente grande, com bomba, radiador, múltiplas ventoinhas, etc. Antes de tudo, o vazamento do líquido na instalação é bem difícil de acontecer, a menos que você use muita força ou alguma ferramenta cortante que possa arrebentar as borrachas.

Agora, quanto à instalação, essa etapa pode ser realmente mais complicada para usuários inexperientes. Mesmo que não seja um bicho de sete cabeças, o fato de precisar saber a melhor posição das mangueiras, a direção correta da bomba em relação ao radiador e o próprio encaixe do radiador no topo ou região frontal acabam dando um nó na cabeça dos usuários de primeira viagem e assustando essa parcela de pessoas com menos conhecimento.

Continua após a publicidade

1. Orientação do radiador

Aproveitando o assunto sobre instalação, a parte que mais gera dúvidas na hora montar um water cooler é onde encaixar o radiador: no topo, na traseira, na lateral ou na parte de baixo? A resposta para essa pergunta varia conforme o gabinete, mas o mais recomendado é inserir a peça no topo ou na parte frontal. Quanto ao topo, o water cooler só conseguirá se instalado de uma forma, com as mangueiras viradas para a parte frontal, fazendo com que a circulação do líquido e a retirada do ar aconteça da melhor maneira possível.

Já na instalação frontal é preciso tomar cuidado. O especialista da Cooler Master afirma que não há problemas, desde que a bomba fique abaixo do topo do radiador e, preferencialmente, que as mangueiras estejam em direção à parte de baixo. Os únicos cenários não indicados é quando a instalação do radiador é feita na base do gabinete ou sempre que a bomba estiver acima do topo do radiador.

Continua após a publicidade
"Esse é o pior cenário possível [a bomba acima do topo do radiador], porque há um acúmulo de ar na bomba e você perde eficiência, prejudicando a durabilidade. Agora, geralmente as pessoas vão colocar o radiador na parte de cima, no topo [do gabinete], acima da bomba. Essa é a posição mais correta", explica o gerente de marketing da Cooler Master. 

🛒Compre o water cooler Cooler Master MasterLiquid ML360 Illussion em oferta na Kabum!

🛒Compre o water cooler MSI MAG Coreliquid M240 em promoção na Kabum!

🛒Compre o water cooler NZXT Kraken 120 por um preço imperdível na Kabum!

Continua após a publicidade