Publicidade

Intel revela CPUs Lunar Lake com 100 TOPS para IA e iGPU potente

Por| Editado por Jones Oliveira | 20 de Maio de 2024 às 15h00

Link copiado!

Intel e Montagem: Felipe Vidal/Canaltech
Intel e Montagem: Felipe Vidal/Canaltech
Tudo sobre Intel

Após um lançamento revolucionário da Intel no fim de 2023 com os primeiros processadores Intel Core Ultra, a companhia de Santa Clara planeja ir além em 2024. Nesta segunda-feira (20), a Intel revelou formalmente sua próxima geração de processadores para notebooks, chamada de Lunar Lake, que traz novos núcleos híbridos, unidade de IA com mais de 100 TOPS, além de uma de placa gráfica integrada mais potente.

Mesmo com esse anúncio sutil, a Intel não abriu a porteira dos detalhes e se manteve cautelosa, revelando apenas algumas especificações.

Antes de tudo, vale comparar o tamanho e formato do chip usado nos Meteor e Lunar Lake. Esse último tem estruturas adicionais em seu corpo, como os próprios modelos de memória LPDDR5X.

Continua após a publicidade

Núcleos Lion Cove e Skymont 

Apesar de a Intel não ter revelado quantos núcleos os novos processadores Lunar Lake terão, é certo que os vindouros processadores usarão núcleos Lion Cove de performance e Skymont para eficiência. Contudo, a expectativa é que as CPUs cheguem em um formato de 4 + 4, totalizando 8 núcleos híbridos.

Um detalhe já esperado sobre a 15ª geração de processadores de notebooks é que os Lunar Lake terão uma nova Low Power Island avançada, ou seja, um conjunto de núcleos de eficiência com menor consumo energético.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Esses núcleos podem não entrar na contagem de cores final, mas desempenham o papel de executar tarefas que demandam pouca performance bruta e focam em atividades com consumo energético menor.

Arquiteturalmente, ainda vale salientar que esses processadores terão um novo processo de empacotamento 3D, de maneira similar ao que aconteceu nos Meteor Lake. Ainda não está claro qual tecnologia será usada, mas é bem possível que a nova geração Foveros para o empilhamento vertical das camadas retorne com melhorias significativas.

Eficiência energética 

Essencialmente, os Lunar Lake são processadores mobile destinados para máquinas finas e leves. Para equilibrar a questão de aquecimento e energia, a Intel confirmou que essa geração consome de 20% a 30% menos energia em tarefas como videoconferências no Microsoft Teams em relação a concorrentes como o Ryzen 7 7840U e o Snapdragon 8c3 Gen 3, respectivamente.

Continua após a publicidade

Nova iGPU Battlemage

Por falar em melhorias, a Intel trará a tão esperada geração de placas de vídeo integradas Arc Battlemage para esses novos produtos. Ainda sem informações aprofundadas, a apresentação do Time Azul mostrada à imprensa revelou um salto geracional de cerca de 1,5x mais potência em relação a um Intel Core Ultra 7 165U, que conta com 64 Unidades de Execução, no benchmark Time Spy Extreme.

100 TOPs de poder em IA

Continua após a publicidade

No centro da linha Core Ultra, a Intel segue investindo pesado em inteligência artificial. Os novos processadores Lunar Lake trabalham com XMX Acceleration, ou seja, uma matriz do chip capaz de trabalhar com mais de 60 TOPS (Trilhões de Operações por Segundos).

Somada a ela fica a nova Unidade de Processamento Neural (NPU), com poder superior a 45 TOPS. Combinados no chip, a Intel aponta um desempenho teórico de mais de 100 TOPs para o seu chip máximo. Testes da companhia indicam um crescimento de 1,4x em comparação ao Snapdragon X Elite.

Disponibilidade

Continua após a publicidade

Ainda sem uma data de lançamento concreta, os processadores Intel Lunar Lake serão lançados em algum momento do terceiro trimestre de 2024, que corresponde aos meses de julho a setembro. Em sua apresentação, a Intel também confirmou que a geração Arrow Lake de desktops será lançada no quarto trimestre do ano, então devemos ter mais novidades sobre ela muito em breve.