Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

AMD tem planos de usar chiplets em notebooks ultrafinos

Por| Editado por Jones Oliveira | 30 de Outubro de 2023 às 17h15

Link copiado!

Divulgação/AMD YouTube
Divulgação/AMD YouTube
Tudo sobre AMD

A AMD pode começar a usar o empacotamento de chips através de chiplets com mais ênfase no futuro. A informação foi revelada durante uma entrevista do vice-presidente da empresa, David McAfee, ao Quasar Zone. Na ocasião, o executivo deu algumas pistas sobre o futuro do time vermelho, mas deixou claro que o sistema de chips monolíticos não acabou.

Na entrevista, McAfee foi questionado sobre os motivos da AMD não ter dado foco na introdução de produtos desenvolvidos com chiplets no mercado de notebooks, especialmente as linhas de produtos ultrafinos e leves. David afirma que a produção de processadores no formato de chiplets acaba trazendo penalidades em questão de eficiência e consumo energético.

"Quando desenvolvemos novos produtos, consideramos tanto estruturas de chiplets quanto monolíticas para desktops e notebooks. No entanto, no caso de notebooks, a introdução de chiplets é desafiadora devido a restrições de consumo. Há uma penalidade de energia a ser paga ao adotar chiplets, então parece que o momento para introduzir os chiplets será quando entendermos que vai valer a pena aceitar essa penalidade. Por enquanto, considerando esses fatores, os resultados mostram que no mercado de notebooks a estrutura monolítica é mais econômica e eficiente do que os chiplets. Se houver algum incentivo para nos afastarmos disso no futuro, podemos considerar os chiplets", explica David McAfee.
Continua após a publicidade

O futuro dos chips

As declarações do representante da AMD são, no mínimo, interessantes para entender o futuro da empresa. O formato monolítico é conhecido por se sair melhor em sistemas compactos, visto que é um único bloco de silício relativamente fino, mas grande em extensão. Já os chiplets são o oposto, uma vez que geralmente são construídos de maneira vertical, como um LEGO, e acabam aquecendo mais. Logo, essa adoção beneficia mais computadores de mesa do que notebooks, teoricamente.

A entrevista também expõe uma contraposição de ideias entre AMD e Intel. Enquanto a AMD planeja continuar no formato monolítico para notebooks finos, a Intel vai introduzir os Meteor Lake em dezembro, trazendo uma arquitetura remodelada via chiplets em notebooks, enquanto mantém as CPUs de desktops com a estrutura tradicional.

Continua após a publicidade

Vale dizer que para 2024 o time vermelho deve introduzir as novas APUs Strix Point com algum tipo de tecnologia que faz uso de chiplets. Ainda não está claro como essa nova arquitetura vai se comportar, mas a expectativa é que a linha chegue com núcleos baseados na tecnologia Zen 5 e Zen 5c.

Fonte: Quasar Zone