Publicidade

Donald Trump sugere injeção de desinfetante para tratar COVID: "era sarcasmo"

Por| 24 de Abril de 2020 às 20h15

Link copiado!

Andrea Hanks/Fotos Públicas
Andrea Hanks/Fotos Públicas
Donald Trump

Na última quinta-feira (23), durante entrevista coletiva na Casa Branca, o presidente dos Estados Unidos fez um pronunciamento que trouxe polêmicas. Acontece que Donald Trump sugeriu que injeções de desinfetante poderiam ser usadas para tratar a COVID-19. A comunidade médica e científica chegou até mesmo a apontar essa sugestão como “irresponsável e perigosa”.

Na ocasião, o presidente dos EUA disse o seguinte: “Vejo o desinfetante, que derruba o vírus em um minuto. Um minuto! Será que há alguma forma de fazer algo, como injetar ou fazer uma limpeza em uma pessoa? Porque, veja bem, ele entra nos pulmões e faz um trabalho tremendo, então seria interessante checar isso. Será preciso ver com os médicos, mas soa interessante para mim”. Para embasar sua sugestão, Trump mencionou supostos estudos que mostram uma diminuição na agressividade do vírus quando exposto ao calor, luminosidade e umidade. Ele levantou a hipótese da equipe médica poderia testar um tratamento com luzes ou raios ultravioletas também.“Talvez seja possível, talvez não seja. Eu não sou médico”, disse.

Médicos, cientistas e pesquisadores utilizaram as redes sociais e veículos de comunicação para se manifestar diante da sugestão de Trump e mostrar indignação, como o caso de Stephen Hahn, da FDA (agência de vigilância sanitária americana), que declarou em entrevista à CNN: “Eu certamente não recomendaria a ingestão de desinfetante”. Por sua vez, Vin Gupta, pneumologista e especialista em políticas de saúde pública, afirmou à NBC News: “Esta noção de injetar ou ingerir qualquer tipo de produto de limpeza é irresponsável e perigosa. É um método comum que as pessoas utilizam quando querem se matar”. No Twitter, Robert Reich, professor na Universidade de Berkeley, escreveu: “As coletivas de Trump estão colocando a saúde pública em perigo. Ouçam os especialistas. E, por favor, não bebam desinfetante”.

Continua após a publicidade

Sarcasmo

Entretanto, Donald Trump, disse nesta sexta-feira (24) que as suas observações sobre possíveis injeções de desinfetante para combater o novo coronavírus foram sarcásticas: "Era uma pergunta sarcástica aos jornalistas para ver o que aconteceria", disse após a assinatura de um protocolo com mais medidas para tentar travar a pandemia pela COVID-19.

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Horas antes, a porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany, tinha oferecido uma outra explicação, referindo que as palavras do Presidente tinham sido tiradas do contexto. "O Presidente disse repetidamente que os americanos devem consultar médicos sobre o tratamento para o coronavírus", disse Kayleigh McEnany, num comunicado.

Fonte: Washington Post