O que é FPS - First Person Shooter?

O que é FPS - First Person Shooter?

Por Igor Pontes | Editado por Bruna Penilhas | 30 de Março de 2022 às 18h15
Divulgação/Activision Blizzard

O gênero de FPS é, talvez, um dos mais populares na indústria de games. Incluindo desde jogos como DOOM, até mesmo títulos mais “experimentais” como Mirror’s Edge, os “First Person Shooters”, como são chamados, já existem há algumas décadas.

Em tradução literal, FPS é a sigla em inglês para “jogos de tiro em primeira pessoa”. O jogador assume o papel do personagem principal do game e tem em seu campo de visão somente sua arma de escolha e o cenário. Em alguns casos, a interação com o personagem “por trás” da mão que segurava o armamento, eram raras.

Os FPS mais clássicos, como Wolfenstein 3D, seguem uma regra simples: serem lineares, focados em eliminar inimigos, coletar itens e concluir a missão na tela. Eventualmente, com a tecnologia de desenvolvimento avançando, os games começaram a subverter essa fórmula e exploraram novas possibilidades.

A clássica polêmica console contra PC

GoldenEye 007 veio para quebrar o estigma de que FPS eram ruins nos consoles. (Imagem: Divulgação/Nintendo)

Um dos argumentos mais antigos sobre jogos de tiro em primeira pessoa, é sobre a dinâmica entre console e PC. Muitos acreditavam que os consoles não eram uma plataforma “adequada” para os FPS, simplesmente porque jogar no teclado e mouse oferece uma experiência mais precisa e ágil do que no controle. No passado, alguns games recebiam uma versão para os videogames da época, mas eram aquém do que existia nos computadores.

Durante um bom tempo, jogos de tiro foram considerados como uma experiência que deveria ser exclusiva para os computadores. Até o lançamento de títulos como GoldenEye 007 e Medal of Honor, que acabaram mudando esse conceito por completo.

Vale destacar também as franquias Halo e Destiny, que possuem a Bungie como desenvolvedora, ajudando em gerações mais recentes a continuar a excelência de jogos focados em criar uma experiência satisfatória de FPS em consoles.

A era Valve nos FPS

Half-Life e Half-Life 2 revolucionaram o gênero. (Imagem: Divulgação/Valve)

Não tem como falar sobre FPS sem mencionar Half-Life. O jogo de 1998 desenvolvido pela Valve é, até hoje, um dos maiores jogos de todos os tempos. Mudando o conceito dos games de tiro, que tinham um lado mais “arcade”, Half-Life integrou a inteligência artificial aos inimigos, que forçavam os jogadores a se movimentarem de forma estratégica ao jogar.

O game da Valve foi um divisor de águas no gênero, inspirando e permitindo a chegada de outros sucessos — como o próprio Counter-Strike, também da Valve, mas que nasceu como um mod de Half- Life.

Atualmente, Counter-Strike: Global Offensive se mantém como um dos principais jogos competitivos dentro dos eSports, com campeonatos em circuito aberto que oferecem uma grande pluralidade de competições ao longo de cada ano.

Os FPS competitivos

VALORANT é um dos novos eSports e o futuro dos FPS. (Imagem: Divulgação/Riot Games)

Quake, lançado em 1996, foi um dos primeiros jogos de tiro a tornar-se competitivo. Os torneios nasceram a partir de FPS com modos multiplayer, o que foi impulsionado por Counter-Strike em 1998. A versão modificada de Half-Life se tornou o carro chefe da Valve e um grande marco dos esportes eletrônicos.

Com o sucesso de Counter-Strike, não demorou muito para que outros jogos também chegassem ao cenário. A popularização das lan houses trouxe consigo vários games de sucesso como Point Blank e Combat Arms, além de modos multiplayer para franquias como Call of Duty e Battlefield.

Aqui estão alguns exemplos de FPS atuais que fazem parte do mercado de eSports: VALORANT, Rainbow Six: Siege, Counter-Strike: Global Offensive, Call of Duty e Overwatch. Com competições bem estruturadas e um cenário consolidado, o FPS é uma das maiores categorias dentro do cenário competitivo.

Alguns dos principais FPS

Destiny 2 se mantem muito bem como um grande FPS online. (Imagem: Divulgação/Bungie)

No momento, o cenário dos jogos multiplayer competitivo domina o conceito de jogos de tiro. Seja VALORANT ou Counter-Strike, é difícil ver algum game que não seja voltado para a competição. Atualmente, Destiny 2 é o principal expoente nesse sentido, sendo um MMOFPS (Massive Multiplayer FPS) que continua fazendo bastante sucesso desde seu lançamento, em 2017.

Algumas franquias clássicas com foco na campanha single-player, como Wolfenstein e DOOM, fizeram o seu retorno triunfal nos últimos anos. As franquias Call of Duty e Battlefield continuam entregando experiências sólidas para seus jogadores. Apostando em jogos anuais e atualizações frequentes, as principais franquias de FPS permanecem como referência para os fãs do gênero.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.