Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Mortal Kombat 1 para Switch é tão feio que é um Fatality para os olhos

Por| Editado por Jones Oliveira | 18 de Setembro de 2023 às 16h05

Link copiado!

NetherRealm Studios
NetherRealm Studios

O novo Mortal Kombat 1 chega aos consoles somente nesta terça-feira (19), mas quem comprou a edição especial do jogo já está conferindo o novo capítulo da franquia de luta há alguns dias — incluindo na versão para Switch. E os pobres coitados que optaram pelo game no console da Nintendo receberam um Fatality para os olhos, já que o visual está simplesmente tenebroso.

Não que houvesse dúvidas que o sistema não conseguiria recriar gráficos semelhantes aos presentes no PlayStation 5, Xbox Series X e PC, onde o jogo também foi lançado. O problema é que o port de Switch do novo MK consegue ser feio e mal feito até mesmo para um console no fim de seu ciclo de vida.

Continua após a publicidade

Praticamente sem qualquer tipo de textura ou polimento, o jogo despertou a fúria dos donos do console da Nintendo, principalmente porque ele custa os mesmos US$ 70 das demais plataformas. No Twitter X, não faltam reclamações e piadas com o estado atual do jogo.

Uma das publicações que mais viralizou em relação ao assunto foi a comparação do visual de algumas cenas no PlayStation 5 e no Switch, deixando bem claro o quanto o trabalho de adaptação foi mediano. Até porque não se trata apenas de efeitos mais modestos ou uma simplificação no nível de detalhes. É praticamente outro jogo de tão diferente que está.

“Por que eles [a NetherRealm Studio e a Warner Games] não esperaram pelo próximo Switch?”, questiona um usuário na rede social. “O fato disso custar US$ 70 é um roubo”.

Outros relatos vão além e mostram que, além de muito feio, Mortal Kombat 1 também está repleto de bugs em um nível que é praticamente impossível jogar. Em um dos vídeos, o personagem cresce sem parar à medida que avança na tela, da mesma forma que que diminui e vai para segundo plano do cenário quando recua.

Como dito, já se esperava que a qualidade do jogo não se comparasse àquilo que os consoles de nova geração apresentam, mas o fato é que MK1 no Switch está pior até do que esperavam os mais pessimistas. Até porque o port de Mortal Kombat 11, lançado em 2019, funcionou muito bem no sistema da Nintendo, mesmo com as limitações apresentadas na época. E, quatro anos depois, parece que as coisas pioraram ao invés de evoluir.