Games podem ficar (ainda) mais caros no Brasil com a nova geração

Por Wagner Wakka | 05 de Julho de 2020 às 16h00
(Montagem: Rafael Arbulu/Canaltech)
Tudo sobre

Saiba tudo sobre PlayStation 5

Ficha técnica

NBA 2K21 é o primeiro game da nova geração de videogames a subir o preço para a faixa acima dos US$ 60 típicos de lançamentos nos Estados Unidos. A versão do game de basquete foi anunciada para PlayStation 5 e Xbox Series X ao preço de US$ 69, equivalente a R$ 370 aproximadamente.

Este pode ser o início de um novo padrão de preço para jogos. Desde 2005, na época do lançamento do Xbox 360 e PlayStation 3, os games AAA passaram a ser lançados ao preço de US$ 60 lá nos Estados Unidos, custo que se mantém até hoje.

Há tempos as empresas vêm discutindo que o modelo não se sustenta e que um aumento de receita é necessário. Por conta disso, as publicadoras arrumaram outras formas de aumentar o faturamento, com microtransações, pacotes extras (DLCs) e itens vendidos separadamente dentro do jogo.

Outra questão é o custo de desenvolvimento dos jogos. Com tecnologias e mecânicas mais complexas, e jogos cada vez maiores, também se tornou mais caro fazer os chamados triple A.

Com a nova geração chegando no final de 2020, tudo indica que o preço nas prateleiras deve ocorrer. NBA 2K21 é o primeiro a ser anunciado pelo novo preço, sendo que a versão par PlayStation 4 e Xbox One custa os convencionais US$ 60. Segundo a IDC, em pesquisa compartilhada com o Gamesindustry, o montante necessário para fazer um jogo subiu de 200% a 300% de 2005 para cá. Dos US$ 60 para os US$ 70, o aumento é de apenas 17% em 15 anos.

A IDC disse que tem mantido contato com publicadoras, mas as empresas ainda não confirmaram se devem fazer o mesmo movimento que a 2K com o jogo da NBA.

E no Brasil? 

Embora haja empresas que fabricam os discos e comercializam as versões digitais dos jogos no Brasil, o mercado nacional de games ainda é muito atrelado ao preço em dólar. Isso acontece porque boa parte do nosso mercado ainda ser abastecido pelo mercado cinza, importando do Paraguai.

Isso quer dizer que, sim, o aumento de US$ 10 lá nos Estados Unidos pode refletir nos custos dos games aqui no Brasil, sobretudo caso outras companhias entrem nessa. Isso significa que os games serão lançados aqui a R$ 370 (relativo aos US$ 70)? A resposta é não.

Atualmente, os jogos AAA no Brasil chegam ao preço médio de R$ 250, considerando a cotação do dólar acima dos R$ 5 e o jogo sendo vendido a US$ 60 lá nos Estados Unidos. Caso o preço no Brasil reflita diretamente o aumento lá fora, ou seja, dos 17%, isso jogaria o preço dos games aqui para cerca de R$ 290.

Recentemente, a EA anunciou o preço do novo jogo da série FIFA no mercado brasileiro. FIFA 21 chegará por aqui por R$ 299 na edição padrão, embora o preço lá fora ainda seja US$ 60. Com o ajuste de 17%, o preço subiria para a casa dos R$ 350.

Assim como lá fora, contudo, ainda não é possível saber qual será a variação do preço dos jogos para a próxima geração de consoles.

Fonte: Gameindustry

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.